Weverton diz que Lula está tranquilo, mas preocupado com o Brasil

O deputado federal maranhense Weverton (PDT) e outros sete membros de uma comissão externa da Câmara dos Deputados estiveram nesta terça-feira (28) com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Eles realizaram uma inspeção para verificar as condições de carceragem da Polícia Federal, onde Lula se encontra preso há 52 dias, em Curitiba. Segundo Weverton, o presidente está disposto, mas preocupado com o cenário de crise no qual o Brasil está mergulhado.
A comissão externa é formada por diversos partidos de oposição. Na vista estiveram, além Weverton Rocha, os deputados Orlando Silva (PCdoB/SP) , Benedita da Silva (PT/RJ),  José Mentor (PT/SP), Odorico Monteiro (PSB/CE) Silvio Costa (Avante/PE), Paulo Pimenta (PT/RS) e Jandira Feghali (PCdoB/RJ). “Estamos todos aqui lutando pela democracia”, afirmou Weverton.
Palavras de esperança
Os parlamentares relataram um encontro em que foram surpreendidos pelo ânimo do ex-presidente. “Fomos levar a energia e a solidariedade do povo brasileiro, do povo do Maranhão, a ele. Mas  confesso que nós é que saímos energizados de lá de dentro”, afirmou. Weverton é o primeiro maranhense a estar com Lula desde que ele foi levado para Curitiba
Weverton contou que,  durante toda a conversa que teve com os parlamentares, Lula se mostrou tranquilo, sem ódio, mas indignado com o que considera uma prisão política. “Ele é um líder indignado com o que fizeram com ele. Mesmo assim sempre usou palavras encorajadoras, de horizonte, pedindo para que a gente não desista da luta. E é isso que nós vamos fazer”, disse o parlamentar.

A notícia que causou pânico no governo comunista repercutiu em Brasília

A reação dos comunistas à confirmação da pré-candidatura de Roseana Sarney causou pânico no governo estadual fez aumentar as suspeitas de que a larga vantagem nas intenções de votos do governador Flávio Dino, contidas nas pesquisas divulgadas recentemente, não passam de fantasias.

“Flávio Dino está fazendo um governo fracassado. A segurança está péssima; a educação não melhora e a saúde pública piora a cada dia. Por isso, Roseana resolveu atender ao apelo do povo maranhense, do seu grupo político, dos seus amigos e vai, mais uma vez, governar o Estado do Maranhão, a partir de 2019”, enfatizou o parlamentar, na tribuna da Câmara.

“Day after”

A confirmação da pré-candidatura de Roseana Sarney causou grande impacto no meio político, especialmente no terreiro comunista. Imediatamente foi iniciada uma campanha de difamação composta por disseminação de notícias falsas (fake news); xingamentos, e deturpação da história.

A questão que fica no ar: “quem está com 60% de intenções de votos precisa usar artifícios rasteiros e criminosos para se manter na preferência do eleitorado?

Não seria a reação raivosa um forte indício de que o atual ocupante do palácio dos Leões sabe que o eleitorado espera ansiosamente a hora de tirá-lo do poder, devolvendo ao Maranhão as condições adequadas para que o Estado volte a crescer, se desenvolver e ter um povo feliz?

Com presença de Ciro, Weverton reúne prefeitos e vereadores em Brasília

O deputado Weverton (PDT) reuniu, nesta terça-feira (22), prefeitos e vereadores participantes da XXI Marcha a Brasília em defesa dos municípios em um jantar na sede do PDT, em Brasília, com a presença de deputados estaduais e federais do Maranhão, da bancada pedetista na Câmara, do vice-governador Carlos Brandão, do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, e do presidenciável Ciro Gomes.

Segundo Weverton, o evento, que acontece pelo segundo ano consecutivo, é uma forma de aproximar as principais lideranças do estado. “É importante que haja essa relação, essa unidade entre a bancada federal, prefeitos, vereadores e nossas lideranças maranhenses. Uma das maneiras que encontrarmos de reforçar essa relação é recebendo a todos para confraternizar e repactuar o nosso compromisso com o Maranhão”, afirmou.

Ciro Gomes

Weverton, que falou brevemente antes do jantar, disse que a presença de Ciro foi uma oportunidade para se ampliar o debate sobre a importância dos municípios no cenário político nacional. Ele qualificou o pré-candidato à Presidência do PDT como o nome mais preparado para unir o Brasil. ”Ciro é o nome mais preparado, tem uma proposta que é viável e uma visão de Brasil que equilibra desenvolvimento econômico e justiça social”.

Um tesouro da democracia

Ciro também elogiou Weverton, chamando-o de um tesouro da democracia. Ele falou da trajetória do deputado que começou como militante estudantil. “Ele começa muito garoto, militando na juventude, ao lado de figuras extraordinárias da política brasileira, como Jackson Lago, Neiva Moreira, e rapidamente cresce. Hoje ele é líder de líderes”, afirmou, lembrando a posição ocupada por Weverton na Câmara, de líder da Minoria, bloco que reúne os partidos de oposição ao governo Temer. E completou: “Weverton é um tesouro. É muito raro a democracia produzir uma jóia com tanta qualificação muito cedo como ele.”

Ciro também defendeu a necessidade de renovação da política para que a população volte a confiar nos políticos. E lembrou que, embora as pessoas não estejam sempre satisfeitas com as administrações municipais, os prefeitos permanecem longe do centro da rejeição popular, portanto terão papel importante na condução dos rumos da democracia no Brasil.

Projeto nacional

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, também destacou a importância dos prefeitos para o debate nacional. “Nada acontece na cidadania se não for pela cidade”, afirmou. Para ele, a conversa com os prefeitos ajuda a consolidar o projeto nacional que o PDT vem pensando. “Temos que construir um projeto nacional que priorize o trabalhador e a produção, que dê prestígio a quem produz e gera emprego. É isso o que o PDT defende e Ciro representa”.

Sobre a pré-candidatura de Weverton ao Senado, Lupi disse que o conhece há muito tempo e sabe de sua absoluta devoção à causa do Maranhão. “Eu tenho absoluta convicção de que Weverton construiu ao longo dos anos uma capacidade de aliança, de combatividade, de lealdade que poucos políticos têm”, concluiu.

Bancada federal

O presidente da Famem, prefeito Cleomar Tema, considerou o evento positivo por ser uma oportunidade de estreitar relações dos representantes dos municípios com a bancada federal. E fez um agradecimento aos deputados maranhenses. “Aproveito para agradecer a todos os deputados federais do nosso estado, que têm nos recebido bem e cobrado do governo federal todas as solicitações dos prefeitos e dos municípios. E espero que em breve, com as novas eleições, tenhamos um governo que olhe mais para as questões municipais”, afirmou. Ele fez também um agradecimento especial a Weverton pela forma como sempre recebe os prefeitos e defende as causas municipalistas.

Verde é aclamado secretário geral do Parlamento Amazônico

Com um gesto de grandeza, humildade e acreditando na união dos estados amazônicos, o deputado estadual Júnior Verde (PRB) foi aclamado nesta sexta-feira, 11, secretário geral do Parlamento Amazônico, durante o 21º encontro da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), que acontece no Rio Grande do Sul desde quarta-feira, 9.

O parlamentar seria eleito presidente, mas preferiu assumir a Secretaria Geral, preferindo o consenso e permitindo o fortalecimento da chapa com o deputado Wellington do Curso, que ficou na presidência, e o deputado Rafael Leitoa, agora tesoureiro.

“Em nome da união do Parlamento Amazônico e do Maranhão, compomos essa chapa. Estamos fazendo a nossa parte, nos unindo para o fortalecimento dos Estados que compõe a Amazônia. Preferi o consenso, pois a divergência poderia levar o Parlamento Amazônico para outro Estado. Agora, o Maranhão tem a representação desta importante associação”, destacou Júnior Verde, que também é membro da Frente Parlamentar Interestadual de Mobilização Nacional Pró-Criança e Adolescente (Fenacria), No Rio Grande do Sul, o deputado participa ainda do 7º encontro da Fenacria; do 1º encontro conjunto com a Secretaria da Juventude da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale); e do Parlamento Amazônico.

Fenacria

A Frente Parlamentar de Mobilização Nacional Pró-Criança e Adolescente (Fenacria) foi criada em junho de 2011 durante o primeiro Encontro de Presidentes de Comissões Legislativas Estaduais de Promoção e Defesa dos Direitos de Crianças e Adolescentes, realizado em Goiás, quando foi escrita a Carta de Goiânia, que apontou sua linha de atuação visando a interação e fortalecimento das ações dos deputados estaduais e o trabalho de suas comissões.

Parlamento Amazônico

O Parlamento Amazônico é uma associação e entidade não governamental com mais de 20 anos de atuação, sempre pautando as discussões em torno dos problemas ambientais, rodoviários, criminais de toda a região amazônica.

SNJ lança Inova Jovem em São Luís

Para enfrentar os altos índices de violência vividos pela juventude negra no Brasil, a Secretaria Nacional de Juventude (SNJ) lançou nesta sexta-feira (27) o Inova Jovem, ação que faz parte do Novo Plano Juventude Viva, em mais um município. Desta vez o lançamento do programa, que tem como objetivo transformar a vida de jovens que vivem em comunidades vulneráveis à violência por meio do empreendedorismo, aconteceu em São Luís, Maranhão. A cerimônia contou com a presença do secretário nacional de juventude, Assis Filho, do secretário adjunto extraordinário de Juventude do Estado, Paulo Romão, do deputado Estadual e presidente das Comissões de Educação da Assembleia Legislativa do Maranhão, Roberto Costa, do deputado Federal, José Reinaldo Tavares, dos vereadores de São Luís Antônio Garcez e César Bombeiro, dos membros do Conselho Nacional de Juventude Hyago Andrade, Derick Passos e Walber Neto, do superintendente da Fundação Nacional da Saúde do Maranhão (FUNASA – MA), André Campos, do coordenador municipal de Juventude de São Luís, Ulysses Fernandes e do presidente do Centro de Integração Socio Cultural Aprendiz do Futuro (CISAF), Maycon Lopes.

Inova5

Na ocasião, o secretário nacional de Juventude Assis Filho que o projeto visa capacitar, nessa primeira fase de implantação, dois mil jovens. “O público alvo são os jovens negros de 15 a 29 anos que moram nas periferias dos centros urbanos da cidade. É uma política pública que compõe o plano Juventude Viva de enfrentamento à violência contra a juventude negra”, disse. Assis falou ainda sobre o lançamento de duas turmas em São Luís, no bairro Liberdade, considerado o maior quilombo urbano do Maranhão. “Nós também vamos lançar em outras comunidades de São Luís. Mas, a atividade de hoje é o pontapé inicial para uma série de outras turmas que serão implantadas no Maranhão e em outros municípios. O combate à violência é feito com inclusão social e oportunidade para os jovens. O Inova Jovem é justamente isso”, finalizou.

Inova4

Segundo o Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência (IVJ), o estado do Maranhão está em 7º lugar na tabela de risco relativo de um jovem negro ser vítima de homicídio em relação a um jovem branco. São José do Ribamar está em 3º lugar no ranking dos municípios com os maiores índices de vulnerabilidade juvenil à violência, que levou em consideração o indicador de mortalidade por homicídio, acidentes de trânsito, a frequência à escola e situação de emprego, indicador de pobreza e desigualdade. Entre os dez municípios com os maiores índices de vulnerabilidade juvenil à violência no Brasil, seis estão na região Nordeste.

Inova1

Saiba mais

Os municípios que recebem o Inova Jovem com o curso de empreendedorismo foram escolhidos com base nos índices apresentados pelo IVJ, lançado pela SNJ em parceria com a Unesco e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública em dezembro de 2017. Os inscritos apresentam ideias para ter seu próprio negócio e obter renda e autonomia. Além do curso presencial, o projeto oferece também um período de incubação do negócio criado pelo jovem, no qual são acompanhados e instruídos para superar obstáculos e aumentar as chances de sucesso. Ao final do curso, os alunos recebem também um certificado que o qualifica para a gestão de uma empresa.

O Inova Jovem surge em resposta ao IVJ para oferecer alternativas de emprego e renda nas comunidades com maior índice de vulnerabilidade juvenil. O projeto atende jovens negros, moradores de comunidades com maiores índices de vulnerabilidade social, com aulas presenciais de capacitação, mentoria dos negócios, acompanhamento e assistência técnica especializada, possibilitando condições de geração de emprego e renda a partir da criação dos seus próprios negócios.

Hildo exalta serviços da Embrapa

Durante sessão solene em homenagem aos 45 anos de Criação da Embrapa o deputado Hildo Rocha destacou o serviço e a importância da instituição e citou conquistas alcançadas pela entidade desde a sua criação, no dia 26 de abril de 1973, até hoje.

Hildo Rocha lembrou que para se tornar uma instituição de excelência, referência mundial em pesquisa foi necessário gerar tecnologia própria, ao invés de importar e adaptar técnicas desenvolvidas no exterior, conforme acontecia até o surgimento da empresa.

De acordo com o parlamentar, graças às pesquisas realizadas pela Embrapa, com foco no melhoramento genético, plantas oriundas de outras latitudes, como a soja, aclimataram-se aos trópicos, e o País tornou-se referência em agricultura tropical.

“Esse avanço extraordinário só foi possível porque os primeiros dirigentes sabiam que a inovação passa pelo conhecimento, e enviaram mais de mil jovens pesquisadores às melhores universidades da Europa e dos Estados Unidos para mestrados e doutorados, num dos maiores programas de capacitação em pesquisa já realizados no País. Graças a isso, a Embrapa hoje tem um corpo de pesquisadores altamente capacitado, a absoluta maioria dos quais com doutorado, distribuídos em seus 42 centros de pesquisa”, destacou.

Crise orçamentária

Hildo Rocha lamentou que ao completar 45 anos, ostentando trajetória extraordinária, a Embrapa esteja atravessando uma grave crise orçamentária. O deputado destacou que o orçamento de 3,5 bilhões, para este ano, está ameaçado por um corte estimado em mais de 20%.

“Para tentar equilibrar o orçamento, seus dirigentes pretendem extinguir alguns centros de pesquisas e implantar um programa de desligamento incentivado, na tentativa de reduzir em até 20% os gastos com pessoal. Vamos trabalhar no sentido de reverter essa situação. A Embrapa tem que continuar sendo valorizada e prestigiada, pois certamente é grande a contribuição que ainda tem a dar à agricultura nacional”, proclamou Hildo Rocha.

Criada comissão externa da Câmara para verificar prisão de Lula em Curitiba

A Câmara dos Deputados criou uma comissão externa destinada a verificar as condições em que se encontra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. A comissão foi criada atendendo a um ofício enviado pelo líder da Minoria, deputado Weverton (PDT/MA) e não terá ônus para a Câmara. A data da visita ao espaço da Polícia Federal será definida nos próximos dias.

Além de Weverton, integram a comissão os deputados Paulo Pimenta (PT/RS), André Figueiredo (PDT/CE), Bebeto (PSB/BA), Jandira Feghali (PCdoB/RJ), José Guimarães (PT/CE), Ivan Valente (PSOL/SP), Orlando Silva (PCdoB/SP), Paulo Texeira (PT/SP), Benedita da Silva (PT/RJ), José Mentor (PT/SP) e Waldih Damous (PT/RJ).

Congresso derruba vetos do presidente e garante Refis dos microempreendedores

O Congresso Nacional derrubou, nesta terça-feira (3), três vetos do presidente Michel Temer a projetos de lei que beneficiavam micro e pequenas empresas, agentes de saúde e agricultores. ”Não poderíamos manter esses vetos que tornavam sem efeito medidas importantes aprovadas pelo Congresso, prejudicando principalmente os pequenos. Meu voto foi reafirmando o apoio a ações que deem mais condições aos agricultores e microempresários para quitarem suas dívidas e retomarem seus investimentos; que criem postos de trabalho; e que melhorem a atuação dos agentes de saúde”, afirmou o líder da Minoria na Câmara, deputado Weverton.

Com a decisão dos congressistas, as leis serão promulgadas pelo Congresso Nacional da forma como foram inicialmente aprovadas.

Micro e pequenas empresas

O primeiro veto derrubado foi ao projeto que instituía o Refis das micro e pequenas empresas. Com isso, foi mantido o texto do programa de refinanciamento, permitido às empresas que optaram pelo Simples a renegociação de débitos vencidos até novembro de 2017, com pagamento de, no mínimo, 5% do valor da dívida, sem descontos, em até cinco parcelas mensais e sucessivas. O restante poderá ser quitado em até 175 parcelas, com redução de 50% dos juros, 25% das multas e 100% dos encargos legais. Para menos parcelas, o texto permite descontos maiores.

FunRural

O Congresso também derrubou o veto parcial feito pelo presidente ao projeto que institui o Programa de Regularização Tributária Rural. O projeto propõe: a renegociação das dívidas agrícolas até o final de dezembro de 2018 no âmbito da Sudam, Sudene, BNDES, bancos oficiais de crédito, e fundos constitucionais; rebates de dívidas no âmbito do Pronaf A, B, C, D contratadas por cooperativas de crédito rural de agricultores familiares, localizada no sul do país; multiplicação, distribuição, troca ou comercialização de materiais propagativos, por parte de agricultores familiares, sem pagar royalties; reclassificação das operações de crédito rural no âmbito da FNE; renegociação de dívidas das operações de crédito rural no âmbito da SUDENE e ES, contratadas até 31 de dezembro de 2016; medidas para liquidar dívidas junto ao PRODOCER III (no estado do Maranhão); concessão de desconto para liquidação de operações do PROCERA (Programa Especial de Crédito para a Reforma Agrária); e a renegociação de dívidas de irrigantes na área de abrangência do lago Sobradinho.

Agentes de saúde e controle de endemias

Também foram derrubados os vetos parciais ao PL 6437/16, que reformula parâmetros de remuneração e atribuições dos agentes comunitários de saúde e de combate a endemias, garantindo a presença dos agentes na estrutura de atenção básica de saúde; fixação das atividades fixadas em lei federal; participação em cursos de capacitação (qualificação); garantia de continuidade de atuação nas comunidades em que já desenvolviam suas atividades, ainda que passem a residir fora dos limites da atual área geografia; apoio do Ministério Público e da Defensoria Pública nas hipóteses de combate a surtos epidêmicos; garantia de jornada de trabalho de 40 horas semanais; e ainda indenização de transporte.

Hildo Rocha é recebido pelo ministro Fux para discutir fake News em ano eleitoral

Autor de projeto de lei que trata sobre a divulgação de ‘fake news’, o Deputado e Procurador da Câmara Federal, Hildo Rocha, foi recebido em audiência pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ministro Luiz Fux.

O tema tem gerado preocupações porque a cada dia aumentam os casos de divulgação de notícias falsas, as famosas ‘fake news’. Ao tomar posse, no início deste mês, Fux afirmou que o combate às  “fake news” será uma das prioridades da sua gestão à frente da Suprema Corte Eleitoral.

A preocupação não é à toa. De acordo com dados divulgados pelo BuzzFeed News, em 2016 as notícias falsas alcançaram mais de um milhão de acessos em comparação às notícias verdadeiras. Em 2017 a situação se agravou. Levantamento do Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas para o Acesso à Informação (Gpopai), da Universidade de São Paulo (USP), indica que em 2017, cerca de 12 milhões de pessoas compartilharam notícias falsas referentes à política brasileira. As autoridades receiam que essa prática possa prejudicar o processo eleitoral.

“É fundamental que tenhamos regras claras acerca desse tipo de abuso cometido diariamente por pessoas inescrupulosas e maliciosas, que se utilizam das redes sociais para achacar, intimidar, extorquir e dilacerar a honra das pessoas e a reputação de empresas e instituições”, defende Hildo Rocha.

Anonimato esconde criminosos

O parlamentar ressaltou que o anonimato possibilita a ação de criminosos que se escondem em perfis falsos para atacar a honra, denegrir, difamar e caluniar as pessoas. “Quem faz isso deve responder pelos seus atos. A liberdade de expressão é sagrada, as pessoas têm direito de se expressar livremente. O que não podemos aceitar é que pessoas inescrupulosas façam uso indevido dessa liberdade”, argumentou Hildo Rocha.

Zé Inácio participa do lançamento da pré-candidatura de Lula

O Deputado Estadual (PT) Zé Inácio esteve nesta quinta-feira 25/01, na reunião da Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), na Central Única dos Trabalhadores (CUT), em São Paulo, que realizou o lançamento da pré-candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva à presidência da república.  Um dia depois do golpe na democracia brasileira, onde o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) condenou injustamente Lula.
Para o partido, a condenação do ex-presidente foi um julgamento político para enfraquecê-lo, mesmo assim Lula foi aclamado pela militância e disse “aceitar a empreitada”. A presidenta do PT, senadora Gleisi Hoffmann, anunciou o início das discussões em torno do programa de governo que será coordenado pelo ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.
O Deputado Zé Inácio reafirmou que o plano do PT sempre foi a candidatura de Lula, mesmo após a condenação dele em segunda instância. “Além do lançamento da candidatura temos o objetivo de recuperar a democracia e inocentar Lula. Pois ele é perseguido porque lidera as pesquisas de intenção de voto e não é isso que vai nos tirar a vontade de seguir lutando e vencer nas urnas com a vontade do povo”, acrescentou.
Com o lançamento da pré-candidatura, no programa de governo serão criados grupos temáticos a partir da coordenação com ligações em todos os diretórios estaduais. A previsão é que até o dia 15 de março as propostas tenham sido entregues para ajudar na elaboração do programa.
A partir daí essa comissão começa a processar e submeter às instâncias partidárias as propostas até o dia 15 de maio, prazo para ter um plano constituído. Também serão realizadas plenárias presenciais em todos os estados e também pela internet, algumas com a participação do pré-candidato Lula. Também foram divulgadas durante a reunião da executiva nacional alguns detalhes da quarta etapa do projetoLula Pelo Brasil, que vai levar as caravanas ao sul do país na última semana de fevereiro.
Também participaram do lançamento da candidatura A presidenta eleita Dilma Rousseff , presidenta do PT, a senadora Gleisi Hoffmann, os governadores do PT: de Minas Gerais, Fernando Pimentel; do Piauí, Wellinton Dias; do Acre, Tião Viana; da Bahia, Rui Costa; do Ceará, Camilo Santana, os líderes do PT na Câmara, Paulo Pimenta, e no Senado, Lindbergh Farias, assim como o líder da oposição, Humberto Costa, o coordenador do MST, João Pedro Stédile, o coordenador da CUT, Vagner Freitas e outros dirigentes sindicais, e principais lideranças do partido no Brasil.