“CASO ZEMAR” Laudo nega estupro e criança foi autorizada pela mãe para mentir

No último domingo, 15, o ex-prefeito de Santa Luzia do Tide, Ilzemar Oliveira Dutra, mais conhecido como Zemar foi preso pela Polícia Civil do Maranhão, por meio do plantão especializado da Mulher de São Luís.

Zemar foi autuado em flagrante pela prática do crime de estupro de vulnerável.

A denúncia foi registrada por familiares, eles informaram que o ex-prefeito teria cometido o crime de estupro contra uma criança de três anos.

Ainda conforme as testemunhas, a menina estava reclamando de dores na barriga e os familiares acreditam que seja por conta dos abusos.

Laudo pericial confirmou que a denúncia de estupro, envolvendo o ex-prefeito, em São Luís, era mentirosa. 

Segundo laudo médico, ausência de vestígios de lesões corporais externas. Ausência de vestígios de conjunção carnal. Sem elementos para afirmar ou negar libidinoso diverso de conjunção carnal no momento do exame. (Veja acima o laudo completo)

Tudo não passou de uma encenação de seus pais. 

De acordo com a médica pediatra afirmou, que a mãe da menor estava bastante nervosa e queria que a depoente examinasse novamente a menor e insistia para que ela afirmasse se houve ou não abuso sexual, contudo a depoente não tinha como afirmar, pois a hiperemia encontrada na vagina da menos pode ter diversos fatores que ocasionaram.

O laudo confirma a versão de que a criança foi obrigada pela mãe a falar que tinha sido estuprada.

1 responder
  1. Andressa
    Andressa says:

    NOJO DE UM JORNALISTA QUE SE VENDE DESSA FORMA. Onde foi que você se perdeu assim? CORRUPTO.
    NOJO DESSA MATÉRIA, e nojo de uma cidade onde o dinheiro fica acima da verdade.
    ONDE JORNALISTAS COMO ESSE SE VENDE DESSA FORMA.
    SÓ CONSIGO SENTIR NOJO.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta