Governo libera R$ 1,8 milhões para clubes de futebol

O governador Flávio Dino recebeu, nesta terça-feira (23), no Palácio dos Leões, os presidentes dos oito clubes de futebol que disputam a primeira divisão maranhense para oficializar investimentos de R$ 1,8 milhão e lançar a campanha ‘Futebol Maranhense Pela Paz’. A iniciativa é uma parceria do Governo do Estado com a Federação Maranhense de Futebol (FMF) e a Companhia Energética do Maranhão (Cemar).

Apoio-ao-Campeonato-Maranhenese-de-Futebol-1

A solenidade marcou a concretização do apoio ao Campeonato Maranhense de Futebol, com a entrega das autorizações de recursos aos clubes que disputam a Série A do torneio no ano de 2016: Araioses, Cordino, Imperatriz, Maranhão, Moto Club, Sampaio Corrêa, Santa Quitéria e São José de Ribamar. Com o tema ‘Futebol Maranhense Pela Paz’, o investimento total, por meio da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, é de R$ 1,8 milhão.

Em seu discurso, o governador Flávio Dino destacou que o esporte é uma política pública transversal, capaz de abranger ações nas áreas de segurança e saúde, e enfatizou a importância de abordar a paz como tema principal. “Não podemos ter uma sociedade totalmente segura sem difundirmos a cultura da paz e propiciarmos oportunidades à juventude. Um dos lugares primordiais, essenciais para os quais nós temos que conduzir a nossa juventude, sem dúvida nenhuma, é o mundo do esporte”, ressaltou.

Flávio Dino enfatizou a ação inédita do Governo de investir diretamente para o fortalecimento do futebol maranhense e classificou a ação como transformadora. “É uma iniciativa que colabora para que outras políticas públicas possam alcançar o seu êxito. Por isso nós estamos destinando recursos públicos para o Campeonato Maranhense de Futebol. O fazemos de modo inédito, exatamente no espírito da democratização da Lei de Incentivo, que não tem dono, e, portanto, deve ser de todos”, realçou o governador.

Para o secretário de Estado de Esporte e Lazer, Márcio Jardim, a cadeia produtiva do futebol é extensa, o que o torna fator de geração de empregos diretos e indiretos. Ele relacionou também o direito ao lazer e a paixão inata que o brasileiro possui pelo esporte como razões essenciais para investimentos. “Por tudo isso, o Governo do Maranhão aposta e investe no Campeonato Maranhense porque compreende a importância que ele tem para o Estado”, explicou.

O presidente da FMF, Antônio Américo, relevou o ineditismo do Governo ao apoio, por meio de recursos diretos, para o futebol maranhense e sublinhou que essa iniciativa será imprescindível para custear despesas como passagem, hospedagem e alimentação dos times. “Temos que agradecer o Governo por mais esse gol de placa”, completou.

Presidentes elogiam apoio – Os presidentes dos oito clubes da primeira divisão do Campeonato Maranhense agradeceram o Governo do Estado pelo apoio ao futebol. Em discurso representando os comandantes das equipes, o presidente do Sampaio Corrêa, Sérgio Frota, reconheceu a sensibilidade do Governo de investir para o fortalecimento do esporte no Maranhão.

“A minha palavra é de agradecimento e gratidão no momento em que eu vejo que o poder público, através do Governo do Estado, tem um olhar mais sensível com o esporte, em especial o futebol. Nós nunca tivemos esse olhar sensível ao esporte. Quero dizer que a democratização dos recursos oriundos da Lei de Incentivo ao esporte é uma grande conquista do Governo”, reconheceu Frota.

De acordo com o presidente do Cordino, Bruno César Ramos, o apoio do Governo é importante devido a dificuldade que os clubes têm para custear viagens, deslocamento e o próprio salário dos jogadores. “Esta ajuda vem em boa hora para podermos acertar as nossas contas”, pontuou o dirigente.

Além dos presidentes do Sampaio e do Cordino, participaram da solenidade os presidentes do Araioses, Manin Leal; do Imperatriz, Alex Santos; do Maranhão, Francisco Dias; do Moto Clube, Hans Nina; do Santa Quitéria, Kellen Aquino; e do São José de Ribamar, Hugo Roberto Pinto. Também marcaram presença na solenidade o presidente da Assembleia, Humberto Coutinho, e os deputados Léo Cunha, Ricardo Rios, Fábio Braga, Marco Aurélio, Othelino Neto, Fábio Macedo, Valéria Macedo, Rafael Leitoa, Rogério Cafeteira e Zé Inácio, além de entidades ligadas ao fomento do esporte.

Portal da Transparência esconde gastos do governo Flavio

O deputado federal Hildo Rocha voltou a cobrar transparência nos atos administrativos de Flávio Dino.  O deputado postou nas redes sociais nova denúncia contra o governador. “O site de transparência do Governo do Maranhão volta a esconder os gastos do Flavio Dino. Já estamos em 2016 e ele só disponibiliza os gastos de 2015. A transparência correta tem que ser em tempo real”, escreveu o parlamentar. 

Segundo o deputado, Dino está desrespeitando o Art. 7º inciso IV da Lei de acesso às informações (Lei 12.527). “A lei estabelece que a publicação de informações referentes às movimentações orçamentárias e financeiras tem que ser atualizadas e as informações referentes ao ano de 2016 não estão disponibilizadas no site de transparência do governo do Estado”, argumentou. 

Faça o que eu digo – Rocha enfatizou que para formalizar convênios com os municípios o Governador exige que os municípios cumpram, rigorosamente, a Lei 12.527. “Entretanto, Dino se acha no direito de descumpri-la. É como se estivesse dizendo: faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”, ironizou. 

O Estado sou eu – O parlamentar disse que ao recomendar a desaprovação das contas dos gestores que eventualmente não estejam atendendo a lei de acesso as informações Dino mostra-se mais uma vez incoerente. “É espantoso ver nos dias atuais um governante agindo um monarca. Os atos praticados por Dino lembram Luís XIV, Rei da França a quem é atribuída a autoria da célebre frase O Estado sou eu (“L’État c’est moi)”, declarou. 

Dois pesos e duas medidas – Rocha lembrou ainda que membros do governo Dino recomendaram ao TCE (Tribunal de Contas do Estado) que desaprove as contas dos gestores que não estejam cumprindo a lei de acesso as informações. “Esse é um caso típico da aplicação de dois pesos e duas medidas”, afiançou Rocha. 

A expressão “dois pesos e duas medidas”, tem origem Bíblica, está registrada no livro de Deuteronômio (25:13-16). “Não carregueis convosco dois pesos, um pesado e o outro leve, nem tenhais à mão duas medidas, uma longa e uma curta. Usai apenas um peso, um peso honesto e franco, e uma medida, uma medida honesta e franca, para que vivais longamente na terra que Deus vosso Senhor vos deu. Pesos desonestos e medidas desonestas são uma abominação para Deus vosso Senhor”.

Hildo Rocha critica modelo adotado por Flávio Dino para a Rota das Emoções: “estão vendendo ilusões”

Em entrevista à Rádio Verdes Mares, de São José de Ribamar, o deputado federal Hildo Rocha disse que o Governador Flávio Dino cometeu um grande erro ao aceitar que a formatação da Rota das Emoções tenha como porta de entrada o estado do Ceará. “Na forma como o acordo foi pactuado, não é bom para o Maranhão. O correto seria eleger Barreirinhas como a porta de entrada para a Rota, ou então São Luís. A maior parte do Delta das Américas está no Maranhão. Apenas 10% pertence ao Piauí. Além disso, o modelo exclui a capital do nosso Estado em benefício do Ceará. Eles estão vendendo ilusão para os maranhenses. As nossas belezas naturais que Deus nos vão servir para beneficiar o Ceará” , argumentou o parlamentar. 

Foto_01 (1)

O acordo firmado nesta terça-feira (26), entre os governadores Flávio Dino (Maranhão); Camilo Santana (Ceará); e Wellington Dias (Piauí), marca o reinício das ações que tem como objetivo desenvolver o turismo em 14 cidades da Rota das Emoções. Ilha Grande, Parnaíba, Luís Correia e Cajueiro da Praia, no Piauí; Barreirinhas, Paulino Neves, Araioses, Tutóia e Santo Amaro no Maranhão; e Barroquinha, Camocim, Chaval, Cruz e Jijoca de Jericoacoara, no Ceará. “Podemos observar que eles excluíram todos os municípios do Munim: Morros, Icatu, Presidente Juscelino e Axixá. Humberto de Campos que fazem parte do parque dos lençóis”, observou. 

Rocha enfatizou que o governador deveria ter feito uma pesquisa mais aprofundada a fim de se inteirar acerca do assunto. Segundo o deputado, a capital maranhense não poderia ter sido excluída do roteiro e advertiu que o governo deve apressar a conclusão do terminal de passageiros do aeroporto de Barreirinhas que foi iniciado pela Roseana Sarney. “Do jeito que está idealizado, a tendência é que os turistas passem mais tempo nos municípios do Ceará e do Piauí. Atualmente o turista que viaja de avião para os lençóis maranhenses, desce em São Luís, hospeda-se aqui e em seguida viaja para lá, passando de dois a três dias hospedados em uma das cidades daquela região. Da forma acordada pelo Flávio Dino, a cadeia produtiva do turismo maranhense tem pouco a ganhar porque os visitantes irão se hospedar, consumir e demandar serviços em maior escala nos Estados vizinhos que integram a Rota. Os hotéis, as empresas de transporte, os restaurantes, os prestadores de serviços instalados no Maranhão serão prejudicados”, destacou. 

O projeto será gerenciado pela Agência de Desenvolvimento Regional Sustentável (ADRS), organismo criado exclusivamente com o objetivo de promover e o apoiar a comercialização de produtos turísticos; a qualificação da mão de obra do setor; o fortalecimento da economia; e a geração de emprego e renda nos municípios integrantes.

Vamos falar sobre Segurança Pública…

Por Flávio Dino

Quando assumimos o Governo do Maranhão há um ano, o cenário da Segurança Pública nos colocava como o Estado com o menor número de policiais por habitante do país, com um crescimento vertiginoso de homicídios que chegou a 330% e um absoluto caos no sistema penitenciário, revelado pelas dezenas de tragédias no Complexo de Pedrinhas. Hoje ainda temos muito a fazer, mas mudamos a atitude do sistema de segurança, aumentamos o número de policiais e de viaturas, compramos armamentos e temos índices muito melhores nas penitenciárias. Esse é o caminho que estamos trilhando e nele continuaremos.

PM-MA-Flávio-Dino

Segurança é um assunto muito sério, que envolve a vida das pessoas e que não pode ser transformado em território para proselitismo político de baixo nível. É preciso debater com responsabilidade e, mais que isso, com o verdadeiro interesse de diminuir os índices de violência que cresceram ao longo das últimas décadas em nosso Estado.

Sempre tratamos o tema com a seriedade que ele merece. Sabendo que temos a menor relação entre policiais e habitantes, decidimos, desde o primeiro dia de Governo, convocar aprovados no concurso para a Polícia Militar para os últimos testes e treinamentos. De modo que chegamos ao início de 2016 com mais 1.500 policiais militares e civis efetivados, trabalhando para o combate a todas as modalidades de crimes. Em face de formalidades jurídicas e prazos legais, esse processo durou um ano, mas já foi completado com êxito e os resultados aí estão: uma polícia mais presente e próxima.

Destaco também que em 2015 iniciamos o reaparelhamento do Sistema de Segurança Pública e Penitenciário. Além de armamentos, esta semana entregamos 30 novas viaturas para que os policiais possam bem desenvolver seu trabalho. Nos próximos meses, serão 300 novas viaturas, de vários tipos, para complementar a frota atual e substituir aquelas que estavam sucateadas. Outra conquista de 2015 foi o investimento de R$ 8 milhões em modernização do sistema de comunicação entre as polícias, com aparelhos de rádio digitais para dar mais eficácia ao seu trabalho.

No primeiro ano de Governo, tivemos os primeiros resultados desses investimentos. As polícias aumentaram o combate ao crime organizado e ao tráfico de drogas, culminando na prisão de grandes chefes de facções e aumento na apreensão de armas e drogas que circulavam pelo Maranhão. Pela primeira vez em décadas, invertemos a curva na ocorrência de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs) – com redução de 8% – percentual superior à meta nacional, que é de redução de 5% ao ano. Também diminuímos a zero a quantidade de rebeliões em Pedrinhas, reduzindo em 76% os homicídios internos. Lamentável é que alguns não queiram enxergar isso, e se dediquem a tentar fomentar o caos em Pedrinhas, como havia no passado.

Em 2016, daremos novos passos na direção certa, qualificando os meios de combate ao crime, capacitando as forças policiais para o enfrentamento à violência, dando apoio infraestrutural, armamento e equipamentos mais modernos para superar o descontrole que herdamos na Segurança Pública. Sabemos que essa tarefa não é fácil e que não se muda uma situação complexa como a que herdamos da noite para o dia. Mas com seriedade, e investindo o dinheiro público onde a sociedade mais precisa, nós estamos enfrentando esse desafio.

Esporte valorizado durante primeiro ano de gestão de Flávio Dino

O ano de 2015 representou um marco para o esporte maranhense, que contou com apoio, por parte do Governo do Estado, a atletas de alto rendimento e iniciativas municipais, educacionais e comunitárias, além da ampla promoção de acesso a esporte, feita por meio de investimentos em infraestrutura e logística. Por meio do esporte, o governo Flávio Dino estimulou a integração entre municípios maranhenses e comunidades, gerando oportunidades e inclusão social. 

Flávio-e-Márcio-Jardim

Entre os benefícios esportivos, o destaque foram os Jogos Escolares Maranhenses (JEMs). Em 2015, foi realizada a maior edição da história da competição, com 55 mil alunos envolvidos, 1.500 escolas e 96 municípios, superando em 50% a edição de 2014. Para apoiar os jogos, o Governo do Estado preparou o Parque da Vila Palmeira e o Centro Social de Servidores do Maranhão (Ipem) para funcionarem como alojamento e concentração dos atletas participantes, permitindo a troca de experiência entre estudantes. O Governo do Estado disponibilizou veículos para auxiliar no transporte com mais conforto e segurança aos atletas e garantiu estrutura completa de alimentação, acompanhada por nutricionistas e fornecida pelo Governo às delegações do interior. Outro ponto positivo foi a Clínica de Fisioterapia criada para garantir o bom condicionamento físico dos atletas dos JEMs. Foi estruturado com equipamentos modernos e especialistas, visando oferecer o suporte necessário aos alunos. Os atendimentos realizados somaram cerca de 2 mil registros. 

A programação Cultural do JEMs foi vasta e realizada em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura (Secma). O “Agita JEMs” contou com passeios, apresentações culturais, atividades educacionais e de lazer, que levou mais lazer e cultura aos atletas no período em que não estavam nas competições. Conjuntamente, uma das melhores políticas públicas já articuladas pelo Estado do Maranhão foi o projeto dos Jogos Paralímpicos Escolares Maranhenses 2015 (ParaJEMs), que contou com a participação de 84 alunos/atletas, de nove escolas dos municípios de Pinheiro, Carolina, Matinha, Codó, Aldeias Altas, Presidente Dutra e São Luís. O projeto estimulou a participação dos estudantes com deficiência física, visual e intelectual em atividades esportivas de todas as escolas do Maranhão. 

“Em 2016, o objetivo é superar todas as metas que alcançamos no ano passado. O compromisso da gestão do governo Flávio Dino com o esporte e lazer já mostra resultados, pois analisamos que os JEMs estão crescendo em quantidade e em qualidade. Para a próxima edição, estamos trabalhando intensamente para melhoria de todos os segmentos. Nosso próximo passo é aumentar a adesão dos municípios e incentivar a participação ativa dos nossos atletas, que são as estrelas dos jogos”, afirmou o secretário de Estado de Esporte e Lazer, Márcio Jardim. 

Mais Investimentos – O Governo tem avançado na melhoria e ampliação dos equipamentos esportivos na região Tocantina do Estado. Os estádios nas cidades de Imperatriz e João Lisboa, respectivamente, já tiveram reforma iniciada com investimentos de R$1,3 milhão. Mais de R$14 milhões foram captados para investimentos em 32 projetos com a Lei de Incentivo ao Esporte e outros 69 já foram certificados. A iniciativa vai beneficiar 56 mil maranhenses.

Repúdio ao gesto antidemocrático do governador Flávio Dino

Fiquei impressionado com o gesto antidemocrático do governador Flávio Dino no lamentável episódio que ocorreu neste sábado na cidade de Lago da Pedra. A atitude, documentada em vídeos postados no blog do Carlinhos, denota desrespeito ao próprio cargo de governador. Uma vergonha.

Em todo ato de governo estadual sempre os gestores municipais tem o direito, e até mesmo obrigação, de falar. Assim é no Brasil inteiro. Mas, o governador, movido pelo sentimento de vingança, quebrou essa regra protocolar. Proibiu a prefeita, Maura Jorge, de falar durante o evento. Um ato de revanche por não ter tido o apoio politico da gestora na eleição passada. Ato mesquinho, indigno de um governador. Ao impedir a prefeita Maura Jorge de se pronunciar, o Sr. Flávio Dino, além de quebrar uma tradição protocolar, constrangeu uma mulher. Humilhou a prefeita da cidade, desrespeitou uma liderança possuidora de invejável histórico. Por tabela, demonstrou desapreço aos habitantes de Lago da Pedra. Calar-me diante desse vergonhoso episódio seria compactuar com tamanha violência praticada contra uma mulher cuja trajetória política é conhecida e respeitada por praticamente todos os maranhenses.

O ato irracional praticado pelo Governador Flávio Dino revela o desprezo que ele tem pelas mulheres maranhenses que fazem política. O episódio reafirma a falta de habilidade do governador no trato com as lideranças do nosso Estado. Revela o seu caráter antidemocrático e vingativo. Jamais poderia deixar de manifestar o meu repúdio ao desrespeitoso ato praticado contra a população de Lago da Pedra, município que é tão bem administrado pela minha amiga Maura Jorge, uma mulher aguerrida, trabalhadora e competente.

Por todas as suas qualidades, pela sua história, pela folha de serviços prestados ao Maranhão e pelo grandioso trabalho que vem fazendo no comando da prefeitura de Lago da Pedra, Maura Jorge é merecedora do nosso respeito. A prefeita tem o meu apreço e a minha solidariedade. Com sua atitude corajosa, mais uma vez a Maura Jorge honrou o nome das mulheres e dos homens de bem do nosso Estado. Ao governador Flavio Dino só resta se desculpar publicamente pela crueldade praticada contra a prefeita Maura Jorge.

HILDO ROCHA

Deputado Federal (PMDB)

Flávio Dino lança Programa Bolsa Escola em benefício de 1 milhão de crianças e jovens

Governador Flávio Dino
Governador Flávio Dino

O governador Flávio Dino apresentou, nesta segunda-feira (26), no auditório da Fiema, em São Luís, o Programa Bolsa Escola (Mais Bolsa Família) para integrantes da Rede de Educação da Região Metropolitana de São Luís. O programa será desenvolvido pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e atenderá a 1 milhão de crianças e jovens do estado. 

A solenidade foi direcionada aos professores e gestores de escolas das redes estadual e municipal, representantes das Unidades Regionais de Educação (URE) do Maranhão e de instituições e órgãos ligados à área educacional. O objetivo é ampliar a divulgação do programa, a fim de que a comunidade escolar participe da execução do Bolsa Escola, levando conhecimento e informações aos beneficiários. 

Durante o evento, governador Flávio Dino afirmou que o Bolsa Escola representará um benefício inovador e que vai cumprir com o compromisso do Governo do Estado em garantir mais dignidade para a população que ainda vive na extrema pobreza. 

“Nós acreditamos que o benefício concedido pelo Bolsa Escola vai melhorar as condições dos alunos ao frequentar a sala de aula e, por isso, influenciar positivamente na qualidade do processo de aprendizagem, possibilitando o progresso dos indicadores educacionais do nosso estado”, enfatizou o governador. 

Programa – O Programa Bolsa Escola (Mais Bolsa Família) vai funcionar como um complemento de renda para as famílias maranhenses, a partir da transferência direta do valor de R$ 46,00 por filho, na idade entre 04 e 17 anos, desde que estejam regularmente matriculados em escolas públicas, inscritas no Cadastro Único e tenham renda mensal por pessoa da família de até R$ 154,00. O repasse acontecerá no mês de janeiro, a partir de 2016, por meio de um cartão do tipo débito, que será aceito em estabelecimentos comerciais cadastrados para participarem do Programa Bolsa Escola. Ao todo, serão R$ 72 milhões de reais investidos anualmente pelo Governo do Maranhão. 

O secretário de estado de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista, responsável por gerir a execução do Bolsa Escola, afirmou que o programa trará benefícios para as famílias maranhenses que mais precisam e influenciará na economia de todo o estado. “O Bolsa Escola tem dois eixos fundamentais. O primeiro é responsável por resgatar a dignidade das nossas crianças e jovens, devolvendo alegria e ânimo para frequentarem a escola e contribuindo para a redução do abandono e da evasão escolar. E, o segundo, é o eixo econômico, já que por meio do programa, cerca de R$ 60 milhões circularão nos comércios maranhenses, inclusive nos pequenos negócios”, destacou Neto Evangelista. 

Todos os empreendimentos comerciais interessados em se credenciar para comercializarem os produtos do Programa Bolsa Escola devem acessar o endereço eletrônico www.bolsaescola.sedes.ma.gov.br e preencher o formulário de credenciamento. 

Para fazer o credenciamento presencialmente, o interessado deve procurar a sede da Sedes (Rua do Giz, nº 214, Centro Histórico, em São Luís). Para participar, o estabelecimento deve estar localizado em municípios maranhenses, possuir documentação fiscal e jurídica em conformidade com a legislação estadual, ter capacidade de atendimento da demanda provável e disponibilizar de máquinas de cartão de débito. Além disso, a empresa deve facilitar o acesso às informações solicitadas pela equipe gestora do programa e ter, no mínimo, um ano de funcionamento. O secretário municipal de Educação de São Luís e presidente da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime/MA), Geraldo Castro, destacou a influência do programa na educação dos maranhenses. “O Bolsa Escola trabalha três composições essenciais para o desenvolvimento do Maranhão: é um instrumento concreto de resolução de problemas utilizando a política pública da educação; fomentará a economia; e possibilitará a fiscalização real da compra local e direta e realizará o sonho antigo de crianças e adolescentes de baixa renda, que é ter o seu próprio material escolar. Um avanço para o nosso Estado”. 

Também estiveram presentes à solenidade o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Humberto Coutinho; o vice-presidente da Federação das Industrias do Estado do Maranhão (Fiema), Claudio Azevedo; a coordenadora do Escritório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no Maranhão, Eliana Almeida; os secretários de Estado de Esporte e Lazer, Márcio Jardim e de Trabalho, Julião Amim; além de vereadores, gestores e representantes das Unidades Regionais de Educação (URE). 

Caravana – A cerimônia de apresentação do Bolsa Escola marcou o lançamento da Caravana Bolsa Escola, uma iniciativa de ampla divulgação do inovador programa do Governo do Estado e que irá passar por todas as 18 Unidades Regionais de Educação (URE) até o dia 17 de novembro. A Caravana vai mobilizar os gestores e as comunidades escolares, além de profissionais da assistência social e da saúde, que lidam com a população maranhense, nas zonas urbana e rural, para contribuir com o repasse de informações sobre o programa estadual. Esta semana, os municípios de Pinheiro, Arari, Zé Doca, Pindaré-Mirim, São João dos Patos e Balsas receberão o secretário Neto Evangelista, e as equipes técnicas. 

Neto Evangelista alertou que, no contexto de divulgação e execução do Programa, o apoio dos profissionais dos municípios é fundamental para que os beneficiários conheçam seus direitos e contribuam ativamente para o seu correto funcionamento. “Os gestores e técnicos dos municípios, que estão em contato direto com as crianças e jovens beneficiadas, têm o papel essencial de nos ajudar na ampla divulgação do programa e, sobretudo, na fiscalização para que o recurso seja aplicado corretamente”, frisou.

Flávio Dino anuncia campus da Uema na Baixada

O município de São Bento recebeu uma importante notícia: receberá um campus da Universidade Estadual do Maranhão (Uema). O anúncio foi feito pelo governador Flávio Dino, que esteve na cidade na última quinta-feira (27), na companhia do ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias. O novo campus deverá beneficiar a região da Baixada Maranhense, oferecendo ensino superior e qualificação profissional à população.

“Vamos investir só na Uema de São Bento R$ 9 milhões para construir uma grande universidade para cidade de São Bento e para a região. Desta forma, a gente demonstra, na prática, que educação é uma prioridade, não apenas um discurso”, destacou o governador Flávio Dino.

auditorio-sbento6-300x200

A professora Francisca Neide Costa, diretora do Centro de Ciências Agrárias da Uema, relata que atualmente São Bento conta apenas com a Fazenda Escola, uma espécie de anexo do Centro de Ciências Agrárias (CCA) da Uema de São Luís, que serve de apoio ao ensino, pesquisa e extensão dos Cursos de Agronomia, Engenharia de Pesca, Medicina Veterinária e Zootecnia. Com a ação do Governo do Estado, a Fazenda Escola será ampliada e estruturada, transformando-se num Campus da Uema na Baixada Maranhense.

O Campus será composto por sete edificações principais. Destas, três se referem às obras novas: pavilhão de salas de aulas (2.500,00m2); auditório (260 lugares) e pavilhão de alojamento de alunos (400,00m2). As outras quatro edificações contemplarão reforma na estrutura já existente na Fazenda Escola, são elas: a alteração de telhados, adequação de banheiros e rampas para acessibilidade e a nova composição de fachadas.

modificação-do-pórtico2-300x200

“Importante ressaltar que mesmo com a criação de um Campus na Fazenda Escola, serão preservadas as atividades de pesquisas dos cursos das Ciências Agrárias com área delimitada para o funcionamento das unidades de pesquisas da Fazenda Escola. A proposta prevê a implantação de cursos de graduação, tecnólogos e técnicos, na modalidade presencial, na área das ciências agrárias”, informou a professora Francisca, destacando que a previsão é de oferecer 500 vagas só no primeiro ano.

Governo e China continuam diálogo para realização de investimento no Maranhão

Governador Flavio Dino, Prefeito Alan e investidores da China

O governador Flávio Dino assinou, na manhã desta sexta-feira (28), um memorando com tratativas para possível investimento em siderurgia no Maranhão. Através da CBStell, empresa chinesa constituída para investimentos no Brasil, investidores do setor siderúrgico buscam o Maranhão como destino de investimentos por sua capacidade logística, energética e natural.

Acompanhado de investidores, técnicos e engenheiros chineses que vieram aprofundar o conhecimento acerca do território maranhense, o CEO da empresa, Zhang Shengsheng, assinou novo protocolo de intenções com o Estado do Maranhão, em recepção realizada no Palácio dos Leões. Este é considerado o segundo passo para viabilizar os investimentos.

Em pronunciamento direcionado à equipe de investidores, Flávio Dino garantiu que toda a equipe do Governo do Maranhão cumprirá o cronograma para que o investimento chinês seja viabilizado em passos largos. “Esse é um empreendimento de interesse do Estado, da cidade de Bacabeira e da nação brasileira porque é capaz de estimular a volta do crescimento econômico e produtivo do país”, e completou informando que o Governo do Maranhão também tem interesse em novos negócios e empregos que serão gerados a partir do investimento chinês.

No mês de maio, o governador do Maranhão e a empresa Beijing Huiquan Investimentos Ltda assinaram termo de cooperação para trabalharem em conjunto. O novo termo consolida a cooperação entre as duas partes para delimitação do mercado e contribuição técnico-científica bilateral. O documento foi assinado por Flávio Dino, Zhang Shengsheng e pelo secretário de Projetos Especiais, Felipe de Holanda.

Para Zhang Shengsheng, o Governo do Maranhão contribui muito positivamente para o avanço do projeto, através de diálogo constante com a empresa e viabilização de informações atinentes à logística do Estado. “A estabilidade política no Estado, o clima, o solo e principalmente a receptividade que encontramos foi fundamental para escolhermos o Maranhão como destino para esse projeto”, disse.

Representando o Governo do Maranhão, estiveram presentes na assinatura vice-governador Carlos Brandão, bem como dos secretários de Estado da Fazenda (Marcellus Ribeiro), da Indústria e Comércio (Simplício Araújo), do Meio Ambiente (Marcelo Coelho), da Infraestrutura (Clayton Noleto), Procuradoria Geral do Estado (Rodrigo Maia), Caema (Davi Telles), Emap (Ted Lago). O prefeito de Bacabeira, Alan Linhares, e sua equipe de Governo também estiveram presentes e contribuirão no processo de consolidação do acordo.

O Governo do Estado, a Prefeitura de Bacabeira e a Empresa CBStell continuarão nos próximos meses o diálogo para prosseguimento dos possíveis investimentos no Maranhão.

Governo Flávio Dino é aprovado por 74,4% dos maranhenses…

Governo Flávio Dino é aprovado por 74,4% dos maranhensesDe acordo com levantamento divulgado neste fim de semana, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), aumentou o nível de confiança do eleitorado. Ele foi aprovado por 74,4% da população maranhense na primeira pesquisa do Instituto DataM, após cinco meses de administração do Estado.

Flávio Dino foi o primeiro governador comunista eleito no Brasil. Ele obteve, em 5 de outubro de 2014, mais de um milhão e oitocentos mil votos, e foi eleito com 63,52% dos votos válidos dos maranhenses. Comparando com a pesquisa, uma boa fatia dos que não votaram no Dino, agora aprovam o seu governo.

Comparações – O levantamento confirmou a pesquisa realizada pelo Instituto Exato, em abril deste ano, que apontava a aprovação do governo Flávio Dino havia aumentado de 72% para 74%. Os índices de não aprovação praticamente se mantiveram nos mesmos patamares de 23%. O saldo da diferença entre os que acham ótimo/bom e ruim/péssimo manteve-se praticamente inalterado, variando de 27 para 26 pontos.

“Considerando que o governo ainda não realizou nenhuma campanha publicitária e sofre forte oposição de um aparato midiático poderoso, o índice de aprovação, passados cinco meses, mostra que a população tem muita confiança na figura do governador Flávio Dino”, salienta o relatório.

O relatório da pesquisa destaca que a aprovação se dá em todas as regiões pesquisadas, sendo mais elevada no sul do estado, em que chega a 82%. Os patamares de aprovação do governo Flávio Dino são em média 10% superiores aos votos obtidos em outubro do ano passado e os índices de reprovação bem inferiores ao somatório do que foi alcançado pelos demais candidatos.

A pesquisa DataM ouviu 3 mil pessoas em 33 municípios de todas as regiões do Estado, entre os dias 8 e 15 de junho. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Com Informações o JP.