Hildo destaca ações em benefício de Matões do Norte

Em visita ao município de Matões do Norte, neste fim de semana, o deputado Hildo Rocha participou de reunião com o prefeito Solimar Alves, secretários municipais, vereadores e lideranças políticas da região. O parlamentar fez um relato das ações realizadas durante o ano de 2015 que beneficiarão diretamente o município e cidades vizinhas. 

MATÕES_DO_NORTE_REUNIÃO_COM_SOLIMAR_cel_26_02_2016_3

Barragem do Jundiaí – O deputado destacou a ação por meio da qual foi possível incluir no PPA – Plano Plurianual 2016/2019 recursos para a construção da Barragem do Rio Jundiaí. “Essa é uma grande conquista para Matões e outros municípios da Região”, declarou. 

Ações da bancada maranhense – Hildo Rocha destacou ainda uma iniciativa que contou com a participação dos 18 deputados federais e três senadores do Maranhão. “Cada Estado da federação teve direito a indicar uma emenda impositiva para o ano de 2016. A bancada maranhense decidiu priorizar a segunda etapa da duplicação BR-135, no trecho compreendido entre Bacabeira e Miranda do Norte. Por se tratar de uma emenda impositiva o governo é obrigado a investir os recursos previstos. No caso do Maranhão, a estimativa é de que sejam investidos R$ 150 milhões de reais na obra”, explicou. 

Benefícios – O deputado ressaltou que os benefícios que a obra irá gerar para os municípios localizados no eixo da rodovia serão extensivos a Miranda do Norte, Matões, Cantanhede e Pirapemas. “O tráfego de veículos ficará mais seguro. Os deslocamentos serão mais rápidos. Os municípios ficarão ‘mais perto’ da capital do nosso Estado, contribuindo para a implantação de empresas, aumento da renda e maior geração de empregos em toda região”, destacou.  

Novas ações – Hildo Rocha anunciou que irá destinar recursos para melhorias de estradas vicinais; para iluminação do novo estádio de futebol; e implantação de um sistema de abastecimento de água no povoado Palmeiral. “O prefeito Solimar apresentou diversas demandas que precisam de recursos federais para que possam ser realizadas e nós assumimos o compromisso de continuarmos colaborando com a o governo municipal”, declarou o parlamentar. 

Planejamento – Após a reunião, o parlamentar visitou o prédio da Câmara Municipal que recentemente foi reformado e ampliado. Rocha destacou a qualidade da obra, elogiou os vereadores, pela harmonia política existente no município, e fez questão de reconhecer o bom desempenho do prefeito Solimar e sua equipe de governo. “O prefeito continua investindo no planejamento. Matões do Norte está com o Plano Diretor atualizado; tem um Plano de Resíduos Sólidos; Plano de recursos Hídricos; e de Saneamento Ambiental. Dessa forma, o município está apto a continuar se desenvolvendo com sustentabilidade”, destacou. 

Compromisso – O prefeito Solimar Alves disse que Hildo Rocha é um parlamentar que tem compromisso com o desenvolvimento do Maranhão. “Nós precisamos de políticos assim, que pensem na qualidade de vida do seu povo para que a gente possa vislumbrar dias melhor. Estamos passando por dias difíceis, na política e na economia do nosso país. Mas nós temos, na Câmara Federal, um representante que tem voz ativa, que está lutando por todos nós, está honrando o mandato e tem conseguido benefícios para o nosso Estado”, declarou. 

Participantes – A vice-prefeita Luza e os secretários municipais Joaquim (Agricultura); José João Rabelo (Infraestrutura); e Max (Meio Ambiente) participaram da reunião. O assessor especial da prefeitura José Carlos; a primeira dama do município, Vânia; e o ex-vereador, ex-vice-prefeito e empresário Ademar Paiva também prestigiaram o evento. O encontrou contou ainda com a participação dos vereadores Bugi; Jardel Fonseca; Kênia Rocha; Nilson Grande; Roque Nunes; Valdenê (presidente da Câmara); e Wallas.

Hildo assume relatoria da política nacional contra dengue

O deputado federal Hildo Rocha foi escolhido para relatar o Projeto de Lei 1861/2015 que cria a política nacional de combate à dengue, à febre Chikungunya e à Zika. Os casos de microcefalia suspeitos de relação com a infecção pelo vírus Zika já superaram a marca de 4 mil no País.

DSCN0017

O parlamentar explicou que a proposta prevê incentivos à pesquisa científica para combater a doença e estabelece critérios para a elaboração de campanhas de conscientização; criação de mecanismos descentralizados para divulgar informações educativas sobre saneamento; e outros procedimentos que possam frear o surto de dengue e outras doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

“Tenho me dedicado nos últimos trinta dias a esse novo desafio com muita firmeza. Já conversei com especialistas, ouvi pesquisadores e cientistas e visitei famílias afetadas. Estamos diante de uma situação grave. Mas, asseguro que iremos dar a nossa contribuição para conter essa epidemia que atormenta o nosso país e o nosso Estado”, afirmou o parlamentar.  A proposta, de autoria do deputado Luiz Lauro Filho (PSB-SP), tem caráter conclusivo e precisa ser analisada pelas comissões de Finanças; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Se aprovado, o texto poderá seguir para o Senado, sem passar pelo Plenário da Câmara.

Em contato com a realidade –  Quando esteve em Presidente Dutra, recentemente, o deputado constatou o drama vivenciado pelas duas famílias que tiveram casos confirmados de bebês com microcefalia. Rocha lamentou que o governo estadual não estivesse dando a atenção que as famílias necessitam. “O governador Flávio Dino pouco tem feito para diminuir ou acabar com essa epidemia em nosso Estado. Ele tem investido muito em marketing pessoal e nada na saúde preventiva. Por isso que a situação de saúde do estado está dessa maneira”, declarou.

O parlamentar enfatizou que não há cura definitiva para a microcefalia, mas quando as crianças recebem o tratamento adequado, os impactos da doença podem ser suavizados e, assim, as vitimas poderão se desenvolver e ter uma qualidade de vida melhor. “Infelizmente o governo estadual tem sido omisso. A falta de sensibilidade de Flávio Dino atinge diretamente as famílias e os bebês afetados”, lamentou o deputado.

Empenho do governo municipal – O parlamentar destacou o empenho da equipe de saúde do município de Presidente Dutra. “O prefeito Juran e a sua equipe estão fazendo o que está ao alcance do município. Pude constatar um perfeito entrosamento entre as equipes de saúde da família e a coordenação da secretaria municipal de saúde da cidade. Mas a capacidade de atendimento da prefeitura não pode ser comparada com o Estado que dispõe de muito mais recursos financeiros que os municípios além de vários profissionais de saúde como médicos neuropediatras e outros especialistas que poderiam ser colocados à disposição das redes públicas municipais para realizar os primeiros atendimentos. Se isso fosse feito certamente essas crianças teriam ganhos extraordinários e a dor das famílias seria amenizada”, declarou Rocha.

Casos se alastram – Segundo dados oficiais, o Maranhão tem 181 casos de microcefalia notificados, até o início deste mês. Desse total 14 foram confirmados e a morte de uma criança, no município de Pedreiras, esta sob investigação das autoridades ligadas ao setor da saúde pública. Os municípios com casos confirmados são: Apicum-Açu; Colinas; Mata Roma; Paço do Lumiar; Presidente Dutra; Presidente Vargas; e São José de Ribamar.

Municípios não podem assumir custos previstos na política nacional de combate à dengue, afirma Hildo Rocha

O deputado Hildo Rocha recebeu do Presidente do Conasems, Mauro Guimarães Junqueira, sugestões para aprimorar o Projeto de Lei nº 1.861/2015, que cria a Política Nacional de Combate à Dengue, à Febre de Chikungunya e à Febre Zika. “O nosso posicionamento é no sentido de recomendar a reformulação do artigo 10º do substitutivo, mantendo-se o texto original”, destacou Junqueira.

IMG-20160218-WA0380

O texto original estabelece que “os recursos financeiros necessários para a execução da Política Nacional de Combate à Dengue, a Chikungunya e à febre Zika, das ações afetas às áreas de competência dos governos federal, estaduais, do Distrito Federal e municipais serão consignados em seus respectivos orçamentos”. Mas, um substitutivo, modificou essa proposição. Assim, a competência financeira ficaria a cargo do Distrito Federal e dos Municípios. Implica dizer que apenas estes entes da federação terão que bancar os custos operacionais do programa. 

Hildo Rocha concordou com os argumentos apresentados pelo Presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde e se comprometeu em defender a tese, na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados, instância na qual atua como relator do Projeto de Lei nº 1.861/2015.

“Impor somente ao Distrito Federal e aos municípios a responsabilidade financeira pela realização de ações e serviços previstos no projeto que é de interesse nacional seria uma injustiça. Isso trará impacto financeiro que os municípios não têm condições de bancar sozinhos”, declarou o deputado.

Hildo Rocha se reúne com lideranças de Cantanhede para articular eleições de 2016

O deputado federal Hildo Rocha se reuniu nesta quarta-feira (20) com lideranças de Cantanhede com a finalidade de articular uma chapa de candidatos a prefeito, vice-prefeito e verdores, para as eleições municipais deste ano. “Fui procurado por alguns pré-candidatos, mas ainda não há uma definição”, revelou. 

O parlamentar enfatizou que não pode tomar uma decisão sem antes conversar com os companheiros de luta política. “Não posso fazer diferente disso. Tenho que ouvir as pessoas que sempre me ajudaram na política de Cantanhede”, declarou.

Foto_04_Cantanhede_20_01_2016

A reunião contou com a participação de três pré-candidatos a prefeito: Biran, Dr. Elvy e Abraão. “São três amigos, três pessoas confiáveis, que tem amplas possibilidades de governar o município”, destacou Rocha.

O deputado fez ainda referências ao pré-candidato Ruivo. “Fui procurado pelo pré-candidato Ruivo, homem competente, filho de uma de uma família muito respeitada, de um casal de amigos eleitores nosso”, declarou. Rocha disse que também conversou com Geraldo Nascimento. “Ele falou em candidatura a prefeito, que seria alguém de um grupo dissidente do gestor atual”, revelou.

O deputado enfatizou que espera formar uma chapa de consenso. “Queremos juntar todos em uma única candidatura de prefeito. É difícil, mas não é impossível. O que for melhor para o povo de Cantanhede terá meu total apoio”, afirmou. “Espero que a população consiga entender o momento, a realidade pela qual o município passa e, que assim, possamos decidir de comum acordo o que é melhor para o município”, argumentou Hildo Rocha. Além dos três pré-candidatos, o encontro teve a participação dos vereadores Denis Robert, Dicó e Maria José. O ex-vereador Vílson Brito; o pastor João da Luz; lideranças da cidade e vários pré-candidatos a vereador também prestigiaram o evento.

Prestação de contas – Rocha aproveitou o encontro para fazer um balanço das atividades realizadas no seu primeiro ano de mandato parlamentar. “Apresentei 21 Projetos de Lei e fui relator de 37 projetos, todos aprovados; participei de 121 sessões deliberativas (96,8%); 387 (98,5) reuniões das comissões técnicas da Câmara Federal; por meio de emenda de Plenário, conseguimos aumentar em R$ 80 milhões os recursos para a saúde pública do Maranhão”, enumerou.

Recursos para Cantanhede – O parlamentar enfatizou que não poderia deixar de ajudar a população de Cantanhede. Rocha lembrou que destinou recursos para construção de estradas vicinais; compra de dois tratores; e para a reforma do Hospital Santa Filomena aquisição de equipamentos hospitalares.

Ponte sobre o Rio Itapecuru – O parlamentar lembrou ainda que além dos recursos para a saúde, também destinou R$ 1 milhão para ajudar na construção da ponte o sobre o Rio Itapecuru. Os recursos foram alocados por meio do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA). “Lógico que o custo total da obra é muito maior. Mas, os deputados Júnior Marreca e Sarney Filho também destinaram recursos para essa obra que é tão aguardada pela população dos municípios da região”, declarou.

Rocha disse que poderia ter direcionado os recursos para o Governo do Estado realizar as obras, mas optou por direcioná-los para a prefeitura. “Como eu não teria garantia de que os recursos seriam de fato aplicados em Cantanhede, preferi conversar com o prefeito Zé Martinho e repassar diretamente para a prefeitura de Cantanhede porque assim torna-se mais fácil para a população fiscalizar e cobrar do gestor municipal, caso este deixe de realizar as ações previstas”, alegou. “O prefeito já providenciou o projeto. Isso mostra que ele também está se empenhando para acelerar a realização dessa obra que há muito é reivindicada pelos moradores de Cantanhede e de toda a região“, concluiu.

Deputado Hildo Rocha realiza ação em defesa da melhoria da saúde pública de Buriticupu e Barra do Corda

O deputado federal Hildo Rocha, o prefeito de Buriticupu, Zé Gomes, o Secretário de Saúde do município, Elias Rocha, e o Coordenador de Atenção Básica de Saúde de Barra do Corda, Wilmar Pereira de Sousa, foram recebidos em audiência pelo Ministro da Saúde, Marcelo Castro.  A pauta do encontro teve como temas principais a solicitação de recursos para a aquisição dos equipamentos da maternidade da Rede Cegonha, que será inaugurada no início do próximo ano, em Buriticupu e o aumento de repasses federais para a expansão do atendimento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Maria Rosa Nepomuceno, em Barra do Corda.

IMG-20151201-WA0342 (1)

O deputado ressaltou que a maioria dos municípios brasileiros passa por grandes dificuldades, especialmente no que se refere ao atendimento no setor de saúde. “Os valores per capta repassados para Buriticupu estão muito abaixo ideal. Em Barra do Corda, a UPA está sendo mantida apenas com recursos próprios. Os municípios não tem condições de bancar tudo sozinhos. Sem a ajuda do governo federal é impossível melhorar o atendimento das unidades de saúde dos municípios”, declarou.

Rocha destacou que a maternidade que está em fase de conclusão, em Buriticupu, é a primeira a ser inaugurada pelo Ministério da Saúde, no Maranhão, como parte das ações do Rede Cegonha iniciativa do Governo Federal que visa estruturar e organizar a atenção à saúde materno-infantil no país.

Buriticupu – O prefeito Zé Gomes destacou o interesse demonstrado pelo ministro em atender aos pleitos do município e agradeceu a colaboração do deputado Hildo Rocha. “Estou confiante na palavra do ministro. Ele se colocou à disposição para colaborar com a nossa cidade. Tenho certeza que o ministro, pela palavra dele, vai se empenhar para que a gente possa resolver as questões discutidas e a gente agradece, principalmente, ao deputado Hildo por essa força, por ter contribuído. Fiz o convite para que o ministro possa estar conosco na inauguração da maternidade, em fevereiro ou março. Espero que de tudo certo”, declarou o prefeito.

Barra do Corda – Falando em nome de Eric Costa, prefeito de Barra do Corda, o Coordenador de Atenção Básica de Saúde, Wilmar Pereira de Sousa, também destacou a colaboração do deputado Hildo Rocha e afirmou que saiu da reunião otimista. “Saí muito satisfeito com as palavras do ministro quando ele disse que quem manda no gabinete dele é o deputado Hildo Rocha. Nós ficamos felizes esperançosos. Queremos a UPA funcionando de forma tripartite e dando uma boa resposta ao povo da Região de Barra do Corda”, afirmou o representante do prefeito Eric Costa.

Hildo Rocha representa o PMDB em Sessão Solene da Câmara Federal

Rocha representa o PMDB .
Rocha representa o PMDB.

O deputado federal Hildo Rocha, vice-líder do PMDB, foi escolhido para representar a liderança do partido na solenidade que marcou os 120 Anos do Tratado de Amizade e Relações Diplomáticas entre Brasil e Japão, realizada quinta-feira (05) no Plenário Ulysses Guimarães. O príncipe japonês, Akishino, e a princesa Kiko participaram da sessão que foi presidida pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ).

Rocha disse que o evento foi uma excelente oportunidade para o partido manifestar o devido reconhecimento à comunidade de origem nipônica pelo muito que tem feito em prol do desenvolvimento do Brasil. “Essa contribuição iniciou-se com a chegada dos primeiros imigrantes japoneses a bordo do Kasato Maru que poucos, criaram raízes em diversos pontos do território brasileiro, difundiram novos métodos de cultivo e ajudaram a desenvolver a agricultura nacional”, destacou.

Laços econômicos e culturais – O deputado lembrou que anos 70 os nipo-brasileiros desempenharam papel de grande importância no aumento da produtividade do cerrado brasileiro iniciando na região o plantio da soja. “Além do impulso dado ao agronegócio, os japoneses contribuíram para dinamizar a indústria o comércio os serviços e para influenciar diversos aspectos de nossa vida cultural”, declarou Rocha.

O deputado disse que o Brasil abriga a maior comunidade de origem nipônica fora do Japão. O país asiático, por sua vez, acolhe o maior contingente de brasileiros vivendo no exterior: 180 mil brasileiros vivem atualmente no Japão. “Atualmente, o Japão figura como o segundo principal parceiro comercial do Brasil na Ásia sendo o quanto destinatário das exportações brasileiras e o sétimo receptor de produtos de origem brasileira. Atestando esse relacionamento privilegiado e essa confiança mutua o Japão foi a maior fonte de investimentos estrangeiro direto em nosso país, no ano passado”, declarou Rocha.

O deputado enfatizou que a parceria entre os dois países é reforçada pela atuação de diversas empresas japonesas em território nacional e por projetos de cooperação técnica realizados em diversas áreas com apoio da Agencia de Cooperação Internacional do Japão (Japan International Cooperation Agency – Jica).

“Entretanto, os laços mais significativos a nos unir são os de amizade e respeito construídos a partir da chegada daqueles pioneiros Kasato Maru. Em nome da liderança do PMDB, expresso o desejo de que tais laços se renovam constantemente e continue a beneficias as duas nações”, finalizou.

Hildo Rocha garante apoio aos agentes de saúde maranhenses

Hildo Rocha com agentes de Saúde.
Hildo Rocha com agentes de Saúde.

O deputado federal Hildo Rocha recebeu em audiência Agentes Comunitários de Saúde maranhenses que lideram a luta em favor da aprovação da Proposta de Emenda à Constituição que estabelece aposentadoria especial e fixa a remuneração da categoria em dois salários mínimos mais adicional de insalubridade. Segundo dados da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde (CONACS) mais de 300 mil profissionais exercem a atividade que consiste em orientar as famílias para a prevenção de doenças, promoção da saúde e controle de endemias.

Rocha afirmou que é a favor da aprovação da proposta. “Votarei pela aprovação da proposta porque entendo que essa é uma forma de se fazer justiça a uma categoria que exerce um trabalho relevante para a saúde pública, especialmente no que se refere à prevenção de doenças, nas comunidades rurais”, destacou.

O parlamentar ressaltou que o trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde e Combate às Endemias contribui para a diminuição do índice de mortalidade infantil; ajuda a melhorar os índices de vacinação, especialmente nas zonas rurais; ajuda na expansão do atendimento pré-natal; auxilia na prevenção e tratamento de doenças como a malária, dengue e doença de Chagas; atuam na atenção aos portadores de doenças como a hanseníase, diabetes, hipertensão, tuberculose e Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST).

PAC Rio anil será debatido em Audiência Pública

Em atendimento a requerimento do deputado federal Hildo Rocha, a Comissão de Desenvolvimento Urbano irá realizar Audiência Pública para tratar de assuntos referentes às obras do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC Rio Anil. Iniciado há mais de seis anos, o projeto abrange remoção de palafitas e regularização urbanística de assentamentos precários localizados à margem esquerda do Rio Anil, na área central de São Luis. 

O programa é executado por meio de parceria entre os Governos Federal e Estadual. No requerimento, o parlamentar argumentou que o projeto passou por sucessivas alterações e tem enfrentado grandes dificuldades em cumprir as metas físicas e atender as demandas sociais da comunidade. “É imprescindível, e urgente, que se faça uma avaliação crítica do empreendimento para que possamos evitar a perda de credibilidade dos dois entes federados envolvidos na empreitada”, destacou Rocha. 

Segundo o parlamentar, o projeto já foi considerado uma referência no país, mas, caso seja interrompido ou venha a ser concluído sem atender plenamente a todas as metas e objetivos o Maranhão terá dificuldades para firmar novas parcerias para a realização de intervenções em outros assentamentos precários no território maranhense.  “Por esse motivo, considero importante levarmos a Comissão de Desenvolvimento Urbano até a capital maranhense para conhecer in loco e debater com os responsáveis pela execução do projeto e com as comunidades interessada nas discussões acerca tema”, destacou. 

O evento será realizado em novembro, no auditório da Assembleia Legislativa do Maranhão, com a participação de representantes dos Ministérios das Cidades, e do Planejamento; do Governo do Estado; da prefeitura de São Luis; vereadores; Defensoria Pública da União (DPU); Secretaria do Patrimônio da União (SPU); e da Sociedade Civil.