Saúde do homem e ação solidária marcam edições da Feirinha São Luís em novembro

A Feirinha São Luís, evento da Prefeitura realizado por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa),...

A Feirinha São Luís, evento da Prefeitura realizado por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), que acontece aos domingos das 7h às 15h, na Praça Benedito Leite, traz durante todo o mês de novembro um espaço voltado para ações de saúde do homem, entre as quais a conscientização sobre a prevenção do câncer de próstata, que integra a campanha Novembro Azul. O evento, que tem se fortalecido como espaço de lazer, de comércio e de interação social, reúne famílias inteiras que podem aproveitar para curtir a programação cultural e ainda levar para casa produtos tipicamente maranhenses. Este mês o espaço também recebe a campanha solidária Natal Sem Fome.

“A Feirinha São Luís se renova a cada domingo, trazendo temas de relevância para a sociedade. Tudo o que puder agregar para o público, será bem-vindo e continuaremos trabalhando, por orientação do prefeito Edivaldo, para que a Feirinha esteja sempre interessante, mantendo a qualidade tanto para a nossa população, quanto para os turistas”, disse o secretário da Semapa, Ivaldo Rodrigues.

Na 22ª edição, realizada nesse domingo (5), a Feirinha São Luís abriu espaço para uma tenda da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), com orientações sobre o câncer de próstata, distribuição de preservativos, ouvidoria e orientações sobre o HPV e vacinação para meninos. As ações de saúde seguem durante todos os domingos do mês de novembro.

“Desde outubro estamos incorporando ações de educação em saúde à Feirinha, e este mês trabalharemos não apenas a prevenção do câncer de próstata, mas o conjunto de cuidados de saúde que todo homem deve adotar. Essas atividades que estamos disponibilizando à população complementam a assistência prestada pela rede municipal de saúde”, explicou o secretário Municipal de Saúde, Lula Fylho.

Rayllan Martins de 19 anos, acredita que é válido buscar conhecimento, independente da idade, sobre temas que beneficiam a saúde. “Adquirir mais informações sobre um tema que ainda é tabu para alguns, é importante, como, por exemplo, para discutir em família a importância da prevenção contra o câncer de próstata. Indico para todos os homens que procurem saber mais sobre a campanha Novembro Azul, e que se cuidem”, alertou Rayllan.

Ainda dentro da programação deste domingo (5), ocorreu a campanha Natal sem Fome: o Dia Nacional do Quilo. A iniciativa, da ONG Ação da Cidadania, visa a arrecadação de alimentos não perecíveis que serão doados a famílias em situação de vulnerabilidade social. O objetivo é contribuir para amenizar a fome dos excluídos, na noite de Natal. A campanha também será fortalecida durante todo o mês de novembro, com um stand de arrecadação, na Feirinha São Luís, próximo à praça de alimentação dos foodtrucks.

AÇÕES CULTURAIS

Na programação cultural teve apresentação de Dory Lima (gospel), Tadeu de Obatalá, Ronald Pinheiro e Marcelo bala e banda. Os amantes de automotores,  puderam conferir o encontro e exposição de Fuscas.

Na Barraca do Chef desse domingo quem comandou o espaço foi Vera Sousa, do Excellence Buffet, trazendo no cardápio delícias típicas com ingredientes diferenciados, como arroz de cuxá, vatapá, filé ao molho chateaubriand, e risoto de carne seca. A proposta da Barraca do Chef é que a cada edição, seja apresentado um cardápio com a marca de cada profissional.

Nas edições anteriores, nomes de peso como Melquiades Dantas, Cila Brandão, Juja, Danilo Dias, Thiago Ogro, Felipe Marques, Giuseppe Rocha e Paulo Coimbra, Murylo Luna, Rosângela Roxo, Suely Almeida, Adriana Saulnier, Danilo Sousa, Warwick Trinta, Delmo Junior e Ormilo Neto conquistaram o público pelos sabores de seus pratos.

O ponto de encontro dominical, além de expor a diversidade cultural da Ilha, fomenta a economia criativa aos produtores de mais de 11 polos da grande Ilha, que comercializam produtos diversos a preços competitivos, distribuídos em mais de 90 pontos de comércio, movimentando o turismo na capital e a geração de renda. A Feirinha conta com 29 barracas para venda de produtos agrícolas, 25 para artesanato, 19 de alimentação e 13 food trucks

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados