Rios declara: Ação Civil Pública contra o Prefeito de Turiaçu não procede

O deputado estadual Ricardo Rios (PEN) foi à tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão, na manhã desta terça-feira (10), para se posicionar em defesa do Prefeito da cidade de Turiaçu, Umbelino Ribeiro. O gestor é alvo de uma Ação Civil …

  • Publicado por:
  • Wallace Braga

O deputado estadual Ricardo Rios (PEN) foi à tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão, na manhã desta terça-feira (10), para se posicionar em defesa do Prefeito da cidade de Turiaçu, Umbelino Ribeiro. O gestor é alvo de uma Ação Civil Pública sob a alegação de que recursos de quatro convênios, celebrados entre a Prefeitura Municipal e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDES), no ano de 2014, não foram aplicados de forma correta.

Rios ressaltou que tomou conhecimento da Ação por intermédio dos meios de comunicação e que todos os convênios firmados no ano passado totalizaram um valor de mais de dois milhões e seiscentos mil reais. O parlamentar afirmou que todas as acusações contra o Prefeito não tem fundamento.

“Tenho todos os extratos da conta, dos quatro convênios celebrados pelas SEDES. Afirmo que os únicos repasses que foram feitos são da Prefeitura, em contrapartidas. Em apenas um convênio houve o repasse de 30%, que somou mais R$ 200 mil, que foi já no final, já em Setembro de 2014. E afirmo com extratos – provas que tenho em mãos, que o dinheiro repassado pelo Governo ainda continua aplicado na conta devida”, garantiu.

O Deputado encerrou seu pronunciamento defendendo a realização de uma investigação e destacando que as circunstâncias colocaram o Prefeito e a população de Turiaçu em uma situação de constrangimento. “Se fosse feita uma simples investigação, se constaria que nada disso aconteceu. Se pouparia o Prefeito e milhares de pessoas do município, o que causou dano moral irreparável ao Prefeito, com acusações infundadas e eu tenho como provar, com documentos que estão à disposição de todos”, concluiu o parlamentar.          

Comentários

Deixe uma resposta