Arnaldo Melo recebe visita do governador eleito, Flávio Dino

O governador Arnaldo Melo recebeu, no fim da tarde deste domingo (14), no Palácio dos Leões, a visita do governador eleito, Flávio Dino. Melo estava acompanhado da primeira-dama, Walderez, do chefe da Casa Civil, Tatá Milhomem, e da chefe do Cerimonial, Carminha cabral.

“Esse encontro é para consolidarmos o processo de transição, iniciado pela então governadora Roseana Sarney, e que vem sendo desenvolvido com êxito e transparência em todas as secretarias”, declarou o governador.

Na ocasião, Flávio Dino visitou as dependências do Palácio dos Leões, incluindo a área residencial. Ele também conversou com servidores do Palácio dos Leões.

O governador eleito estava acompanhado da mulher, Daniela Lima; dos futuros secretários da Casa Civil, Marcelo Tavares; de Articulação Política, Márcio Jerry, e esposa, Joslene da Silva Rodrigues, que será chefe de Gabinete do próximo governador.

Tirando da reta! Eduardo Sá tentou incriminar o ‘PAI’

Vereador Eduardo Sá

A notícia do mandado de prisão do vereador e ex-superintendente da SEMA, Eduardo Sá, caiu como uma bomba na cidade de Chapadinha. O vereador se apresentava como uma pessoa religiosa e honesta ditando valores morais que deveriam ser seguidos e tinha como alvo principal, a Prefeitura Municipal de Chapadinha.

O caso do vereador Eduardo Sá não deixa de surpreender apenas pelo volume das denúncias e quantidade de delitos. Dentre os vários crimes cometidos pelo vereador, que é tido como um dos chefes da quadrilha que atuava no Estado, talvez o mais sórdido seja a tentativa de incriminar o próprio pai.

Eduardo Sá tentava fraudar AUTEX (Autorizações de desmatamentos) em fazendas de sua propriedade com a ajuda de um comparsa na SEMA, quando, para escapar da fraude, transferiu a AUTEX de seu nome para o nome de seu pai.

Ouvido pela Polícia federal, José Osmundo disse que nunca possuiu ou administrou nenhuma fazenda, apenas assinou alguns papéis a mando de Eduardo Sá sem saber do que se tratava ao certo. Eduardo Sá deixou recentemente a carceragem da Polícia Federal.

Qual a opinião dos leitores sobre quem tenta incriminar o próprio pai?

ÔNIBUS colide com caminhão tanque e veículos explodem

fogo2.pngUm acidente grave na manhã desta segunda-feira (15/12), envolvendo um ônibus e um caminhão tanque, foi confirmado pela Polícia Rodoviária Federal. O acidente aconteceu na BR-316. Equipes da PRF estão no local colhendo mais informações.

Ainda não há dados concretos sobre a quantidade de vítimas neste acidente. Mas as primeiras informações do local dão conta que dezenas de pessoas estavam no ônibus da Transbrasiliana, e destes, somente três teriam conseguido sair do veículo.

O ônibus vinha do estado de Goiás. Segundo o correspondente do blog direto de Monsenhor Gil, ainda não há confirmação de quantas pessoas exatamente conseguiram sair do ônibus em chamas. Uma criança foi entregue pela mãe a um motorista que passou no local instantes depois do acidente e foi trazido para o hospital em Teresina.

Apesar das informações de populares, de que no ônibus havia mais de 40 passageiros, a polícia rodoviária só visualizou até agora quatro corpos, todos carbonizados, sendo que um deles é de uma criança. (180Notícias)

Na Comunicação, Flávio Dino vai investir na rádio Timbira e Internet

 Em primeiro de janeiro um jovem de apenas 46 anos de idade, ex-juiz federal, ex-deputado e ex-presidente da Embratur, assume o governo do Maranhão com o compromisso de proclamar a República no Estado.Trata-se de Flávio Dino, o primeiro governador eleito na história do Partido Comunista do Brasil.

As expectativas em torno de seu governo são imensas: depois de quase 50 anos de controle do Maranhão pela oligarquia do senador José Sarney — com breves interrupções aqui e ali –, metade da população maranhense não dispõe de saneamento básico. É um dado que diz tudo.

Mas há outros: embora esteja em décimo sexto lugar em Produto Interno Bruto, o Maranhão tem o segundo pior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da federação, o que reflete uma desigualdade ainda maior que a do restante do país.

Flávio Dino defende o diálogo com todas as forças políticas a partir de convicções claras.

Diz que não vai fazer um governo de revanchismo contra os Sarney e seus associados.

Porém, sabe que ao implantar a impessoalidade nos negócios do Estado vai acabar atacando os privilégios da oligarquia, que se projetou nacionalmente justamente para preservar o completo domínio sobre os negócios locais.

Um domínio expresso muito além das rodovias, escolas, ruas, cidades, prédios públicos e monumentos que levam “Sarney” no nome. Um domínio que só se tornou possível graças a ferramentas como uma poderosa rede de comunicação que inclui a retransmissora da TV Globo e suas afiliadas, o maior jornal de São Luís, portal na internet e dezenas de emissoras de rádio.

Durante a campanha, esta rede foi usada descaradamente. A TV Difusora de Imperatriz, afiliada do SBT que pertence à família Lobão, subalterna dos Sarney na oligarquia, chegou a produzir uma série de cinco reportagens sobre o comunismo para sugerir aos telespectadores, em um importante colégio eleitoral do Estado, que Flávio Dino comeria criancinhas no café da manhã — conforme denunciou Renata Mielli em O Escandaloso antijornalismo dos Sarney.

Na entrevista dos candidatos ao governo na TV Mirante, retransmissora da Globo controlada pelos Sarney, quando foi a vez de Dino o apresentador parecia crente de que o candidato implantaria o comunismo expropriando as igrejas católicas.

A ironia é que, eleito em primeiro turno com mais de 63% dos votos, Flávio Dino diz que seu republicanismo será equivalente a uma “revolução burguesa”, a um “choque de capitalismo” no Maranhão.

Na entrevista exclusiva que concedeu ao Viomundo, na sede do PCdoB no centro de São Paulo, o governador eleito explicou como vai enfrentar o PIG local — PIG, Partido da Imprensa Golpista, na feliz definição do deputado Fernando Ferro para a mídia que se acredita dona de mandato divino para governar.

Também explicou o motivo pelo qual não buscará diálogo com os Sarney.

Lula começa trabalho para disputar Palácio do Planalto em 2018

Lula

Já escalado pelo PT para disputar o Planalto em 2018, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva empenha-se em pavimentar o caminho com doses cada vez maiores de intervenção no governo Dilma Rousseff. Uma posologia que combina um “detour” em direção ao mercado, apadrinhamentos de ministros sintonizados com o setor produtivo e menos PT na Esplanada.

Lula não quer atuar apenas como animador para que a militância compareça em massa à posse da presidente, no dia 1.º, em Brasília. A ideia é que a gestão da “criatura” seja melhor do que o primeiro mandato do ponto de vista administrativo e com índices econômicos mais vistosos. Lula insistiu para que Dilma o imitasse na economia, surpreendendo a todos ao trazer um nome do mercado para a equipe econômica. Com ele, a cartada foi Henrique Meirelles, então deputado eleito pelo PSDB, para o Banco Central; com Dilma, Joaquim Levy, funcionário graduado do Bradesco.

Com influência no futuro governo de Dilma e um toque pessoal nos rumos do PT, Lula acredita que tornará o partido viável para tentar o quinto mandato seguido de um petista na Presidência da República. E isso exigirá uma radical renovação nos quadros da legenda, hoje envelhecida, segundo o ex-presidente. Os planos para esse rejuvenescimento já foram feitos.

Um exemplo claro de como tem agido o ex-presidente é o de que Lula jamais moveu um dedo para salvar o mandato do ex-deputado André Vargas (PR), ex-secretário de comunicação da Executiva do PT suspeito de envolvimento com o doleiro Alberto Youssef. Vargas teve o mandato cassado na quarta-feira.

No campo simbólico, o ex-presidente decidiu condicionar a candidatura a mudanças de rumos no partido e a um expurgo geral dos suspeitos de envolvimento em corrupção por temer ser candidato por um partido desgastado por escândalos como o do mensalão e da Petrobrás, o que aumenta o risco de derrota na próxima disputa.

Lula orientou os senadores Lindbergh Farias (RJ), Humberto Costa (PE) e Jorge Viana (AC) a percorrer o País atrás de líderes que participaram dos protestos de junho de 2013 que se mostraram resistentes a se filiar a partidos. Lula tem dito, a pessoas com as quais conversa sobre os problemas vividos pelo PT, candidaturas no futuro e o atual governo, que o maior desafio é atrair para a política a juventude que não ouve rádio, não vê televisão e não lê jornais. “Como se comunicar com eles? Esse é nosso desafio”, repete o ex-presidente.

Certeza

Lula contou às pessoas com as quais conversou que tinha certeza de que seria lançado candidato à sucessão de Dilma assim que fosse anunciado o resultado do 2.º turno da eleição, no dia 26 de outubro, independentemente do nome do vencedor. “Não havia como sair dessa. E não havia como dizer sim nem não”, resumiu o ex-presidente durante conversa com deputados e senadores na quarta-feira, em Brasília.

O ex-presidente sabe ainda que terá de superar no mínimo dois obstáculos para buscar um novo mandato ao Planalto: estará com 73 anos e terá de cuidar bem da saúde, pois enfrentou um câncer da laringe em 2011. Ele tem ido à academia em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, todos os dias em que está na cidade. Manter-se em forma, porém, será o menor dos desafios do petista. O mais difícil, dizem assessores próximos, será lidar com a resistência da mulher, Marisa Letícia, que tem dito que aceita qualquer coisa, menos a volta à condição de primeira-dama.

Aos colegas de PT, Lula não se cansa de recomendar a todos que leiam a biografia de Getúlio Vargas, escrita pelo jornalista Lira Neto. “Li os três volumes. E agora consigo entender por que Getúlio foi tão criticado”, tem afirmado o ex-presidente, num tom que os interlocutores se arriscam a dizer que é uma comparação consigo mesmo. Getúlio foi presidente de 1930 a 1945, saiu após um forte processo de desgaste de seu poder ditatorial e voltou em 1951 pelos braços do povo numa eleição consagradora. Governou até tirar a própria vida, em 1954, novamente sob pesado ataque dos oposicionistas. A esperança dos petistas, ao ouvir os conselhos de leitura, é que Lula repita o gesto de Getúlio e dispute nova eleição.

A movimentação de Lula sugere que ele já aceitou a missão. Na semana que passou, ele chegou a Brasília na terça-feira à noite. Dormiu e, no dia seguinte, recebia parlamentares do PT no café da manhã do hotel. Depois, juntou-se ao governador da Bahia, Jaques Wagner, e ao ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, além de Rui Falcão, presidente do PT, para almoçar com Dilma no Palácio da Alvorada. No encontro, deu dicas para a posse do dia 1.º. Mas, ao que tudo indica, Lula também tem planos para a posse de janeiro de 2019, na condição de presidente eleito. De novo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Menor de 11 anos participava da festa do Bonde dos 40

Gilberto Lima – O balanço da operação que prendeu 118 participantes de uma festa promovida por integrantes do Bonde dos 40, revelou uma realidade assustadora: 60 dos detidos e encaminhados para a SEIC eram menores. Um deles tinha apenas 11 anos de idade. A foto foi encaminhada ao blog por uma pessoa que participou da operação na noite de quinta(11), em uma casa de eventos, na Av. Santos Dumont.

É cada vez mais crescente a quantidade de menores envolvidos com a criminalidade. São presas fáceis nas mãos de traficantes. Muitos vivem na pobreza e distanteda escola. Mão de obra fácil e barata para a distribuição de drogas nas áreas dominadas pelo tráfico. São os conhecidos aviões, que desempenham a função de levar e trazer drogas, sem levantar muitas suspeitas. Quando apreendidos, são liberados aos pais ou responsáveis. Em pouco tempo, voltam às ruas.

Muitos desses menores até abandonaram a escola. Os que continuam, em muitos casos, representam ameaças a alguns professores. São muitos os relatos de educadores sobre as ameaças que sofrem de alunos. Muitos até solicitam mudança de escola temendo que as ameaças sejam concretizadas.

Muitos pais já não conseguem ter controle sobre esses menores recrutados pelo tráfico. Quando agem para reverter a situação, ainda sofrem ameaças de morte. Com medo, muitos pais fazem vistas grossas e desistem de resgatar esses filhos.

O que fazer, diante dessa triste realidade? Não tem outra saída: investimento em educação em tempo integral, o que possibilitará a retirada de menores das ruas, dificultando o recrutamento pelo tráfico de drogas. É imperioso um trabalho junto às famílias, principalmente as de baixa renda, que residem em áreas de maior incidência de marginalidade, onde a ausência do poder público pode facilitar o avanço do tráfico de drogas. 

Quando o Estado se ausenta, a bandidagem domina. Isso é fato!

Anajatuba: Câmara rejeita denúncia e aprova orçamento de 66 milhões para Helder Aragão gerir em 2015

Helder Aragão acredita que irá gerenciar orçamento de R$ 66 milhões em 2015

Segundo preceitua o nosso ordenamento pátrio, a Câmara Municipal corresponde ao Poder Legislativo, cabendo aos seus componentes á elaboração de leis que são da competência do município (sistema tributário, serviços públicos, isenções e anistias fiscais, por exemplo). Eles são eleitos juntamente com o prefeito, devendo, em nome do cidadão, zelar pelo bom desempenho do Executivo, exigir a prestação de contas dos gastos públicos, discutir as questões locais, fiscalizar o ato do Prefeito com relação à administração, devendo, desta feita, trabalhar em função da melhoria da qualidade de vida da população, elaborando leis, recebendo o povo, atendendo às reivindicações e desempenhando a função de mediador entre os habitantes e o prefeito.

Pois bem, em tese, essas são algumas das funções do vereador em qualquer outra cidade do País, com exceção do município de Anajatuba, pois, ao que tudo indica, o papel do vereador é bem diferente. Desde que um turbilhão de denúncias colocou o Executivo Municipal na mídia nacional e local, nada era votado no Legislativo, exatamente por falta de quórum.

No entanto, essa situação foi alterada na sexta-feira(12), e por 06 votos contrários, 01 abstenção, 01 voto favorável e 02 ausências de Plenário, a Câmara Municipal se reuniu, e pasmem senhores, por maioria, rejeitou as denúncias de improbidade administrativa, mas, por outro lado, aprovou o orçamento de R$ 66 milhões de reais para o Executivo gerenciar no ano de 2015. Nos últimos meses, os vereadores Albino, Zezé Oliveira, Celeste, Aragão, Marcelo e Kátia Paiva, todos ligados ao prefeito, quando se ventilava a possibilidade do recebimento da denúncia ser colocada na pauta para votação, eram os mais faltosos.

Na sessão de sexta-feira(12), evidenciando que as coisas não vão bem, o presidente da Comissão de Orçamento e Finança – vereador Saulo se absteve da votação, o colega Claudio Gama, votou pela apuração, e os demais acima citados, mesmo diante de provas irrefutáveis, como a inserção de dados no Censo Escolar, atendimento médico inexistente e suspeita de fraude em processos licitatórios, denunciada no jornal Extra e no quadro “Cadê o Dinheiro daqui”, do Fantástico, pela segunda vez consecutiva, rejeitaram a denúncia e aprovaram a LDO para 2015.

CRIMES POR AÇÃO E OMISSÃO

De acordo com a parte geral do Código Penal Brasileiro, na chamada teoria do crime, o concurso de crimes pode ser material ou real, formal ou ideal, e continuado, podendo, nas hipóteses de concurso serem definidos os crimes como dolosos(quando a intenção) e culposos(quando não há a intenção, mas existe a negligência, imperícia ou imprudência), consumados ou tentados, comissivos ou omissivos(por omissão).

Detalhando um pouco mais do chamado concurso material ou real, assim diz a lei, “ocorre concurso material ou real, quando há duas ou mais condutas (comissivas ou omissivas), que resultam em dois ou mais crimes, idênticos ou não, e as penas são somadas de acordo com o sistema da cumulatividade. No Brasil é observado na análise da primeira parte do art. 69 do Código Penal”.

Desta feita, com base na legislação pátria, a punição para qualquer ato criminoso não atingi apenas, quem atuou de forma direta, ou seja, no caso de um assalto(art. 157 do CP), por exemplo, que empunhou a arma e anunciou o crime, mas, também, quem deixou de atuar, quando assim deveria, contudo foi omisso, silenciou, permaneceu inerte, ou de qualquer forma concorreu para que o assalto acontecesse.

O PAPEL DO LEGISLATIVO MUNICIPAL

Também aduz a legislação em vigor, que o Legislativo Municipal é quem tem a competência para receber e autorizar uma investigação contra o prefeito. Os vereadores devem se embasar no que dispõe o Decreto-lei nº 201/67, não podendo desrespeitar também os princípios constitucionais norteadores do ordenamento jurídico, sob pena de ser o julgamento anulado por meio de processo judicial.

Daí perguntar não ofende: Não seria mais prudente e ético, que diante de tantas denúncias, os representantes direito do povo, que trabalham em prol do povo e são pagos pelo povo, colaborem para que a verdade venha à tona, autorizando a apuração das denúncias ao invés de rejeitar? Ora, se tudo é mentira ou invenção, muito embora o município esteja sendo alvo de investigação por parte da Polícia Federal, Controladoria da União, Tribunais de Contas Estadual e Federal, Grupo de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público Estadual, entre outros, porque não querer investigar? Porque se utilizar de uma manobra tão ardilosa como essa?

Cumprindo com o seu papel, enquanto presidente da Casa, o vereador Neco colocou o recebimento da denúncia em votação, mas, infelizmente, e pela segunda vez consecutiva, a maioria dos vereadores rejeitou. Como forma de protesto, acompanhado dos vereadores Saulo e Claudio, o presidente se recusou a votar todos os processos de interesse do Executivo.

Ao final da sessão, externando toda sua indignação, o vereador Neco realizou um pronunciamento, criticando, de forma efusiva, o comportamento omisso dos colegas diante das graves denúncias que assolam o Executivo Municipal.

Diante de tamanho absurdo por parte da maioria do Legislativo Municipal, caberá ao Ministério Público, conforme atribuição constitucional, frear os desmandos administrativos do Executivo daquela municipalidade, através de uma Ação Civil Pública, que poderá ter como denunciado não apenas Helder Aragão, mas, também, alguns dos seus assessores.

Indignado, o vice-prefeito do município, Sidney Pereira, autor do turbilhão de denúncias contra os atos do Executivo, garante que nos próximos dias ajuizará representação contra os vereadores junto ao MP, pleiteando que as providências cabíveis sejam adotadas.

Ao que tudo indica, para a maioria dos vereadores de Anajatuba, todos os órgãos acima mencionados estão perdendo tempo com denúncias caluniosas, infundadas e mentirosas, pois a verdade, nua e crua, é a cantada em verso e prosa pelo prefeito Helder Lopes Aragão. (Itamargarethe Corrêa Lima – Especial para o Extra)

 

Confirmada programação da posse do governador eleito Flávio Dino

Governador eleito Flávio Dino

O governador eleito do Maranhão Flávio Dino (PC do B) tomará posse do cargo no dia 1º de janeiro, às 15h, na sede da Assembleia Legislativa do Maranhão, em São Luís. A informação foi confirmada ao blog  neste sábado (13) pela assessoria do futuro governo.

Após a posse, o atual governador Arnaldo Melo (PMDB) passará o cargo ao governador eleito, em solenidade marcada para as 17h, no Palácio dos Leões, sede do executivo estadual.

O governador já anunciou os nomes que comporão a equipe de governo nos próximos quatro anos. A posse de todos os secretários foi definida para o dia 2 de janeiro, às 9h, no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana.

Flávio Dino foi eleito governador do Maranhão em primeiro turno, no dia 5 de outubro. O pecebista obteve 1.877.064 votos (63,52% dos votos válidos), contra 995.619 (33,69%) de Lobão Filho (PMDB). O governador eleito terá como vice o deputado federal Carlos Brandão (PSDB).

Perfil – Flávio Dino de Castro e Costa tem 46 anos, é casado e tem três filhos. Natural de São Luís, possui graduação em direito pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Em 1994, foi aprovado em concurso público para juiz federal, cargo que exerceu por até 2006, quando deixou a carreira para entrar na política.

Neste ano, foi eleito deputado federal. Em 2008, candidatou-se a prefeito de São Luís e foi derrotado por João Castelo (PSDB). Em 2010, candidatou-se para governador do Maranhão e perdeu para Roseana Sarney (PMDB). Em 2011, assumiu a presidência da Instituto Brasileiro do Turismo (Embratur), cargou que ocupou até este ano, antes das eleições.

Maranhão derrota o Jaraguá na estreia dos times na LBF

Um jogo de estreias na Liga de Basquete Feminino. Na tarde deste sábado, no Ginásio Castelinho, em São Luís, o Maranhão, que fez a primeira partida na atual edição da LBF, derrotou o Jaraguá, que disputa o torneio pela primeira vez, por 66 a 59. A cestinha do jogo foi Iziane, da equipe maranhense, com 27 pontos. Já pelo lado catarinense, Sthefany foi quem marcou mais pontos, 18.

O jogo entre Maranhão e Jaraguá começou equilibrado. No primeiro quarto, as duas equipes chegaram a empatar em 6 a 6. Porém, logo o time da casa impôs pressão e começou a aumentar a vantagem no marcador, que chegou a sete pontos e ficou assim até o final do período, com o placar favorável de 19 a 12 para o Maranhão.

No segundo quarto, o Jaraguá voltou mellhor e conseguiu diminuir a diferença. Apesar de ter passado boa parte do período ainda com sete pontos de desvantagem, a equipe catarinense conseguiu, no final do quarto, diminuir a vantagem do Maranhão para três pontos, 33 a 30. Mas com dois lances livres, o time da casa terminou o quarto vencendo por 35 a 30. 

A volta do intervalo parecia ter feito bem para o Jaraguá. A equipe catarinense marcou primeiro no terceiro quarto. Mesmo com o Maranhão logo reagindo e voltando a abrir sete pontos de vantagem, o time catarinense mais uma vez melhorou no jogo e ficou a só um ponto das maranhenses, 42 a 41. Porém, os últimos minutos do período foram cruciais para o Maranhão, que se impôs novamente e fechou o quarto vencendo por 52 a 43.

O último quarto do jogo seguiu o ritmo dos outros três. A equipe do Jaraguá iniciou o período melhor e conseguiu diminuir a desvantagem no marcador para 54 a 50. No entanto, o Maranhão, mais uma vez, fez valer o fato de jogar em casa para marcar mais pontos. Ao final da partida, vitória maranhense por  66 a 59.

Na próxima rodada, o Maranhão jogará contra o Barretos, no dia 15, em São Paulo. No mesmo dia, o Jaraguá enfrenta o Brasília, no Distrito Federal. Ambos os jogos serão às 20h.

Geraldo Castro é eleito presidente da Undime

Geraldo Castro

A reunião ordinária do mês de dezembro da União Nacional dos Dirigentes Municipais em Educação do Maranhão (Undime-MA) reforçou a importância da integração entre os secretários de educação dos diversos municípios e das parcerias para o desenvolvimento da educação no Maranhão. A atividade, realizada em São Luís, reuniu os gestores das pastas de educação de municípios de todas as regiões do estado.

A reunião iniciou com a posse do novo presidente da seccional maranhense da Undime, o secretário municipal de Educação de São Luís, Geraldo Castro Sobrinho. Ele garantiu que a instituição estará de portas abertas a todos os gestores da Educação. “Temos pela frente um grande desafio.A Educação é sempre uma das pastas cujos resultados são mais cobrados. É por isso que a principal bandeira que levantamos hoje é a de que a Undime é plural e está aberta a todos os gestores e instituições que venham para contribuir para a melhoria dos indicadores sociais dos nossos estudantes”, disse o presidente da Undime.

Durante a reunião, foi renovada também a composição de parte da diretoria, com a escolha do secretário municipal de educação de Rosário, Joaquim Francisco de Sousa Neto. Ele ocupará o cargo de 2º vice presidente da entidade.