Prefeitura de Pedreiras contrata empresa de fachada

O prefeito de Pedreiras, Francisco Antônio Fernandes da Silva, Totonho Chicote (PRB), contratou empresa de fachada para obra de recuperação de 11.787 km de estradas vicinais nos trechos dos povoados Centro do Meio, Caiçara, São Joaquim, Morada Nova e Recurso.

Prefeito Totonho Chicote contratou para obra de recuperação de estradas vicinais uma empresa de fachada

A sede da empresa D’Lagus Construções Ltda, cujo CNPJ indicado na Receita Federal e na Junta Comercial do Maranhão é uma residência, com nenhuma característica que sequer lembre o funcionamento de uma empresa responsável por um serviço de R$ 400.089,00 (quatrocentos mil oitenta e nove reais) na prefeitura pedreirense. Não há placa, adesivo ou pintura que identifique. É apenas uma residência, localizada na Rua 01, nº 10, no conjunto Residencial Pinheiros, na área do Habitacional Turu, em São Luís.

Sede da D'Lagus Construções é uma residência com nenhuma característica que sequer lembre o funcionamento de uma empresa
Sede da D’Lagus Construções é uma residência com nenhuma característica que sequer lembre o funcionamento de uma empresa

 

Fundada em setembro de 2010, a empresa que tem o nome de fantasia “Construtora Veneza”, é uma sociedade de fechada, supostamente utilizada para fraudar licitações e desviar recursos públicos. Registrada com CNPJ – 12.484.847/0001-78, os sócios da empreiteira informaram ao fisco nada menos que 21 atividades de atuação. Na atividade econômica principal, diz que atua em obras de urbanização – ruas, praças e calçadas.

Foi com “mil e uma utilidades”, que a empresa ganhou contrato com a Prefeitura de Pedreiras
Foi com “mil e uma utilidades”, que a empresa ganhou contrato com a Prefeitura de Pedreiras

 

Na secundária, a companhia se apresenta como construtora de edifícios; construção de rodovias; construção de barragens e represas para geração de energia elétrica; estações e redes de distribuição de energia elétrica; construção de redes de abastecimento de água, coleta de esgoto e construções correlatas, exceto obras de irrigação; demolição de edifícios e outras estruturas; serviços de pintura de edifícios em geral; outras obras de acabamento da construção; obras de fundações; administração de obras; perfuração e construção de poços de água; locação de automóveis sem condutor; aluguel de máquinas e equipamentos para construção sem operador, exceto andaimes; locação de mão-de-obra temporária; outras atividades de serviços prestados principalmente às empresas não especificadas anteriormente; obras de terraplenagem; comércio varejista de materiais de construção em geral; aluguel de máquinas e equipamentos agrícolas sem operador; serviço de transporte de passageiros – locação de automóveis com motorista e atividades de limpeza não especificadas anteriormente.

O contrato de N°096/2014, homologado no dia 22 de dezembro de 2014, foi de R$ 400.089,00 (quatrocentos mil oitenta e nove reais) e tinha prazo de vigência de 120 (cento e vinte) dias.
O contrato de N°096/2014, homologado no dia 22 de dezembro de 2014, foi de R$ 400.089,00 (quatrocentos mil oitenta e nove reais) e tinha prazo de vigência de 120 (cento e vinte) dias.

 

1001 UTILIDADES
Foi com essa “mil e uma utilidades” que a empresa ganhou o contrato com a Prefeitura de Pedreiras. O acordo de N°096/2014, homologado no dia 22 de dezembro de 2014, foi de R$ 400.089,00 (quatrocentos mil oitenta e nove reais) e tinha prazo de vigência de 120 (cento e vinte) dias.

OUTROS CONTRATOS
De acordo com levantamento realizado com base em extratos publicados no Diário Oficial do Estado, a D’Lagus Construções também mantem vários negócios com outras prefeituras do interior. Nos próximos dias, o blog vai trazer a lista de todos os municípios que fez negócios com a empresa de fachada. Com informações Antonio Martins.

Vereador Honorato lança projeto ” Fala São Luís”

O vereador Honorato Fernandes lança, no sábado (07), às 18 horas no Viva Liberdade, o projeto Fala São Luís, uma iniciativa que tem em vista a mobilização e participação popular das comunidades da capital visando ao entendimento do papel do parlamentar nas demandas da sociedade e a importância de toda cidadã e todo cidadão no processo de conscientização política.

Honorato explica: “Esse é um tema que identificamos desde a campanha de 2012, quando sentimos a necessidade de mobilização e participação efetiva da população na busca da garantia de seus direitos constitucionais e históricos muitas vezes negados, em parte ou em sua totalidade”.

O vereador esclarece, ainda: “Essa provocação acontecerá nos diversos cantos da cidade, onde discutiremos e debateremos variados temas, buscando, de maneira conjunta e articulada, encaminhar e solucionar o maior número de demandas dos cidadãos juntos aos órgãos públicos, utilizando a força da mobilização e participação popular e a legitimidade do mandato de vereador”.

O projeto Fala São Luís fará encontros nas comunidades e criará o portal chamado www.falasaoluis.com , potencializando o uso das redes sociais como ferramentas de divulgação de temas e informações importantes, além de ser um espaço de interação com a população para o encaminhamento de sugestões e reinvindicações da população. O Fala São Luís também contará com whats up: 987101344 e facebook : www.facebook.com/falasaoluis

Pesquisa – Em todas as comunidades em que for desenvolvido o projeto será realizada uma pesquisa presencial, dividida em três blocos: um primeiro com informações sobre a realidade do entrevistado, renda, situação da família, saúde, escolaridade; um segundo que questiona a avaliação que os moradores fazem do seu bairro e condições gerais nas mais diversas políticas públicas, como saúde, educação, transporte, segurança, etc.; e um terceiro bloco, chamado de sonhos e desejos, em que os moradores são questionados sobre seus anseios para si, para sua família, seu bairro e sua cidade.

A partir da análise dos resultados dessa pesquisa, o vereador Honorato dará encaminhamento às questões identificadas. “O vereador possui um passaporte, dado pelo povo através da votação popular, que permite bater e abrir portas juntos aos governos, mas precisa estar em sintonia plena com a população para poder definir prioridades nas suas reinvindicações de forma coletiva. A pesquisa identifica essas prioridades e é atrás dessas resoluções que nós vamos correr, junto aos governos, órgãos competentes e respectivas autoridades”, assegura Honorato.

Liberdade – O Fala São Luís acontecerá em vários territórios da Ilha, mas a escolha da Liberdade para ser o piloto da pesquisa e o lançamento do projeto se deu pelo fato de que tem sido uma área estigmatizada como um bairro extremamente violento. “Na realidade, sabemos que é um bairro de pessoas maravilhosas, rico culturalmente, mas que enfrenta dificuldades de diversas ordens por falta de um olhar mais próximo, também por ser numa área central em São Luís. Prova de todo seu potencial foi a forma acolhedora e cheia de esperança com que fomos recebidos na Liberdade”, desmitifica o vereador.

 Entrevista do vereador Honorato Fernandes sobre o Fala São Luís

Como nasceu a ideia do projeto Fala São Luís?

Durante a campanha para vereador de São luís em 2012, em todas as minhas reuniões eu sempre colocava a necessidade de provocar a população a entender o papel do parlamentar e a importância do cidadão e cidadã num processo de conscientização política, por meio de mobilização e participação popular na busca da garantia de direitos constitucionais e históricos negados muitas vezes em parte ou em sua totalidade.

Qual o principal objetivo deste projeto?

Fazer uma provocação a população dos diversos cantos de nossa cidade para discutir, debater e buscar de maneira conjunta e articulada encaminhar e solucionar o maior número de demandas da cidade juntos aos órgãos públicos utilizando a força da mobilização e participação popular, bem como, aproximar o cidadão do pleno exercício de sua cidadania conhecendo e debatendo também sobre política e sua razão de existir. Estamos realizando essas provocações por meio de encontros e com o uso das redes sócias integrado ao portal que criamos chamado FALASAOLUIS.COM como ferramenta de divulgação de temas e informações importantes além de um espaço de interação com a população para a realização de sugestões e reinvindicações da nossa cidade.

Quais ponto serão pesquisados pelo projeto?

A pesquisa está dividida em 3 blocos, sendo um primeiro bloco com informações sobre a realidade do entrevistado, renda, situação da família, saúde, escolaridade, etc., um segundo bloco que questiona a avaliação que os moradores fazem do seu bairro e condições gerais nas mais diversas áreas, como por exemplo, saúde, educação, transporte, segurança, no terceiro bloco, que chamamos de sonhos e desejos, questionamos sobre os anseios da população para si, para sua família, seu bairro e sua cidade.

A partir do resultado da pesquisa qual será a atuação do vereador Honorato e qual o papel dos moradores?

Tenho feito vários encontros nos mais diversos pontos de São Luís e tenho esclarecido a população da importância do exercício da cidadania plena. O vereador possui um passaporte que permite bater e abrir portas juntos aos governos, mas precisa estar em sintonia plena com a população até para poder definir prioridades nas suas reinvindicações de forma coletiva.

Na sua visão em que este projeto vai colaborar n auto estima da comunidade?

Uma das grandes reclamações da população, nos mais diversos cantos é que ela não consegue ser ouvida, por isso o projeto Fala São Luís, irá dar voz a essa população e automaticamente com a sua participação conscientizando da sua importância enquanto cidadão. A política é esta em tudo e o povo quer participar mais de perto.

Por que começar pelo bairro da Liberdade?

Começamos o diálogo do Fala São Luís em vários cantos da ilha, mas resolvemos fazer o lançamento e o piloto da pesquisa pelo bairro da liberdade que tem sido estigmatizado como um bairro onde a única coisa que existe é violência, quando na realidade é um bairro de pessoas maravilhosas, rico culturalmente, mas que enfrenta dificuldades de diversas ordens por falta de um olhar mais próximo, justamente numa área central em São Luís.

Wellington ouve lideranças da Associação de Amigos do Autista do Maranhão

Na última quarta-feira (4), o parlamentar estadual Wellington do Curso (PPS) esteve reunido com membros da Associação de Amigos do Autista do Maranhão –  AMA. A reunião contou com a presença de mães e familiares de autistas.

Na oportunidade, o deputado falou sobre os desafios a serem superados por todos aqueles que têm um autista em seu meio, bem como a obrigatoriedade que o Estado possui de promover políticas públicas de inclusão e acompanhamento para tais cidadãos. 

“O meu filho não é doente. O meu filho é autista. Queremos que cuidem sim, mas que cuidem dos nossos filhos com toda dignidade e com todo respeito”, declarou Darly Machado, mãe de um deles. 

Ao ouvir os anseios dos familiares, mães e pais, Wellington concluiu que o autismo não deve ser excluído, omitido e, tampouco, tratado como enfermidade, mas partindo do princípio da dignidade humana que rege no Estado Democrático de Direito.

“Os autistas devem ser vistos como cidadãos que merecem o cumprimento de seus direitos fundamentais. Exponho o meu mandato como um instrumento de garantia e luta em favor daquilo que todo e qualquer cidadão deve ter assegurado constitucionalmente e concretizado diuturnamente: a dignidade humana”, declarou o vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos.

Júnior Verde e membros do SINPOL se reúnem com Humberto Coutinho

O deputado Júnior Verde (PRB) e representantes do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Maranhão (SINPOL-MA) entregaram, nesta terça (5), para o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Humberto Coutinho (PDT), um relatório que explana a realidade da Polícia Civil do Estado e de seus funcionários. A reunião aconteceu no gabinete da presidência do Legislativo estadual, fruto de uma reivindicação da categoria ao parlamentar.

O diretor sindical, Heleudo Moreira, acompanhado de membros da diretoria do Sindicato, levou as reivindicações do segmento, em especial, a que trata da reestruturação da carreira policial. “Esperamos que o governo do Estado juntamente com o Legislativo faça um planejamento para implantar uma política remuneratória justa para os policiais civis”, disse Moreira.

Além da baixa remuneração, Heleudo Moreira questionou o baixo efetivo da Polícia Civil do Maranhão, as gratificações congeladas, a insalubridade paga apenas a alguns policiais, dentre outros assuntos.

O deputado Júnior Verde, que também é investigador de polícia, demonstrou sensibilidade à demanda e se colocou a disposição da categoria se propondo a ser porta-voz da categoria.

“Como policial que sou, conheço as dificuldades que a nossa categoria enfrenta para desempenhar suas funções no dia a dia. Iremos trabalhar com políticas sociais que possam fortalecer a segurança pública”, afirmou Júnior Verde.

Durante o encontro, foi assinado um documento pelas partes que contém todos os pontos relacionados à categoria e o sindicato propõe que estes sejam colocados na pauta e discutidos pelos parlamentares na Assembleia Legislativa.

Fábio Braga reúne prefeitos e promete lutar pela população dos municípios

O presidente da Comissão de Assuntos Municipais e de Desenvolvimento da Assembléia Legislativa,promoveu, em seu gabinete, uma reunião com os prefeitos Crisogono Vieira (PTdoB), de Riachão, e Antônio Carlos (PV), de Tasso Fragoso, acompanhados dos vereadores Aruilton (PSB), Netinho (PDT) e Chico Bomba (PTdoB/Balsas). 

Prefeitos e Vereadores
Fábio Braga com prefeitos e vereadores

Na pauta da reunião, as metas de trabalhos que serão executados nos próximos quatro anos pelo deputado Fábio Braga, junto com os prefeitos, vereadores e demais lideranças políticas, em benefício da população de Riachão, Tasso Fragoso e Balsas, ambos localizados na próspera Região do Sul do Estado do Maranhão. 

Na oportunidade, o deputado Fábio Braga prometeu mobilizar todas as esferas de poder, para conseguir recursos junto ao governo estadual e ao governo federal, atender os pleitos e melhorar a qualidade de vida da população dos municípios, cobrados dos prefeitos, vereadores e demais lideranças políticas. 

Durante a reunião, os prefeitos e vereadores agradeceram a receptividade do deputado Fábio Braga, e reconheceram a luta do parlamentar pela melhoria da qualidade de vida da população. Ambos acreditam que Fábio Braga vai conseguir os benefícios pleiteados para a população da Região Sul do Maranhão. 

Para os prefeitos e vereadores, a população precisa, urgentemente, de benefícios na saúde, educação e infraestrutura. Fábio Braga sugeriu maior afinidade entre o Executivo e o Legislativo de Riachão, Tasso Fragoso e Balsas. “Como a união faz a força, fica mais fácil conseguir os pleitos”, observou. 

TCE desaprova contas de ex-prefeito de Vitorino Freire

O Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE/MA) desaprovou, em Sessão Plenária realizada nesta quarta-feira, 04/03, as contas apresentadas por José Ribamar Rodrigues, ex-prefeito de Vitorino Freire, relativas ao exercício financeiro de 2010 e determinou que o ex-gestor devolva aos cofres públicos R$ 7.315.528,46 e pague multas que totalizam R$ 866.212,69.

Entre as principais irregularidades detectadas pelos auditores de controle externo do TCE na prestação de contas de José Ribamar Rodrigues estão: não encaminhamento de documentos exigidos pela Instrução Normativa TCE/MA n° 009/2005; ausência da Lei Orçamentária Anual; irregularidades na receita arrecadada; aplicação dos recursos do Fundeb abaixo do que determina a Constituição Federal; irregularidades em processos licitatórios e não encaminhamento dos Relatórios Resumidos de Execução Orçamentária (RREO). Ainda cabe recurso da decisão.

Na mesma sessão, foram desaprovadas também as contas de Iara Quaresma do Vale Rodrigues (Nina Rodrigues/2010), com multas no total de 57.400,00; Iltamar de Araújo Pereira (Junco do Maranhão/2009), com débito de R$ 521,782,76 e multas no total de R$ 61.177,00 e Irlene de Oliveira Soares (Presidente Dutra/2010), com débito de R$ 1.267.316,06 e multas no total de R$ 524.255,60.

Entre as Câmaras Municipais, foram julgadas irregulares as contas de Lauro carvalho Santana Neto (Riachão/2010), com débito de R$ 44.217,36 e multas no total de R$ 10.421,00; Manoel Mendes de Carvalho (Maracaçumé/2010), com débito de R$ 21.600,00 e multa de R$ 7.160,00 e Ronilson Araújo Silva (Primeira Cruz/2010), com débito de R$ 39.113,28 e multas no total de R$ 29.103,00.

Prefeitura reforça ações do programa “São Luís, Cidade Jardim” nas escolas

A Prefeitura de São Luís alinhará as ações do projeto Jardim da Minha Escola, eixo do programa “São Luís, Cidade Jardim”, ao plano de requalificação estrutural das unidades de ensino da Prefeitura de São Luís. Na tarde de quarta-feira (4), foi realizada reunião entre Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur), a Secretaria Municipal de Educação (Semed) e a primeira-dama de São Luís e madrinha do programa, Camila Vasconcelos, com a finalidade de reforçar as ações do programa na rede municipal.

A Prefeitura de São Luís alinhará as ações do projeto Jardim da Minha Escola, eixo do programa “São Luís, Cidade Jardim”, ao plano de requalificação estrutural das unidades de ensino da Prefeitura de São Luís. Na tarde de quarta-feira (4), foi realizada reunião entre Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur), a Secretaria Municipal de Educação (Semed) e a primeira-dama de São Luís e madrinha do programa, Camila Vasconcelos, com a finalidade de reforçar as ações do programa na rede municipal.

A medida vai potencializar o alcance das obras de manutenção realizadas nos prédios escolares de São Luís. Atualmente, a Prefeitura executa serviços de reparos e manutenção em 33 pontos da rede municipal, simultaneamente. A primeira dama de São Luís, Camila Vasconcelos, destacou a relevância das articulações e parcerias e a alegria de trabalhar pelo programa. “Não temos medido esforços para vencer os desafios. Para mim, é uma grande alegria poder somar a este programa e trabalhar em algo que trará benefícios tão importantes para a nossa cidade”, disse Camila.

– “Unir a melhoria estrutural das nossas unidades escolares ao trabalho paisagístico executado pelo programa transformará as nossas escolas em espaços cada vez mais aprazíveis, além de despertar nos estudantes, desde pequeninos, a consciência ecológica”, disse o secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho.

PROGRAMA

“Jardim da minha Escola” é um dos oito eixos estruturais do programa “São Luís, Cidade Jardim”. O programa foi lançado em outubro de 2014 e suas ações são realizadas em parceria com empresas privadas, instituições de diversos segmentos e o envolvimento da comunidade. A intenção é integrar toda a comunidade escolar, motivando professores, estudantes e suas famílias para a implantação de um jardim dentro da área das instituições de ensino.

O presidente do Impur, Luiz Carlos Borralho, sinalizou o objetivo do programa para a rede municipal de ensino. “Queremos que o macroprograma, através do eixo Jardim da Minha Escola, chegue a todas as unidades de ensino da rede municipal, gerando o sentimento de pertencimento e cuidado pela cidade que começa sem dúvida dentro de nossas escolas”, ressaltou.

O programa tem como meta, dentre outras ações, totalizar ao final da gestão 20 rotatórias e 40 praças adotadas, arborização de canteiros centrais em avenidas e o plantio de 1 milhão de árvores. 

Weverton Rocha sobe à tribuna para destacar avanços no MA

O deputado Weverton Rocha, destacou que hoje a população de Imperatriz já conta com o serviço de radioterapia.  “Cerca de 80 pacientes passaram a receber tratamento na segunda maior cidade do Maranhão”, comemorou o benefício.   Weverton destacou ainda que, em Imperatriz, será implantada a Central Única de Regulação, permitindo que pacientes oriundos da rede municipal de saúde não sejam rejeitados pela rede estadual. A partir de agora, os sistemas trabalharão em parceria.

wrocha

O deputado salientou também os investimentos nas áreas da educação, saúde e segurança pública. Ele frisou as iniciativas do governo com os cortes de despesas e o fim dos privilégios.

Weverton parabenizou o trabalho da Secretária de Educação do estado, Áurea Prazeres, relatando as metas educacionais para o estado do Maranhão. “O programa Escola Digna pretende substituir 1.090 escolas de taipa e bairro, por escolas de alvenaria e, também, prevê a construção de escolas nos 30 municipios com o pior IDH do Brasil”, pontuou.

O aumento de 13%, concedido aos profissionais da educação, a progressão salarial, o reajuste dos professores, a reforma emergencial de 93 escolas e a realização de seletivo para a contratação de 1.000 professores, estavam na lista de várias ações apresentadas pelo parlamentar no Plenário da Câmara. Outra atuação forte da pasta será melhorar o transporte escolar, principalmente, no interior do estado.

Na área da segurança pública, Weverton informou que 1.000 policiais estão sendo convocados para testes de aptidão física. “Além disso, o Governo está realizando qualificação de policiais, e um seletivo de policiais da reserva para os quadros administrativos, o que significa mais policiais nas ruas. E ainda o fim das terceirizações nos presídios e muito mais”.

Em sua fala o deputado ainda destacou os avanços sociais com o Mais IDH, os cortes de despesas excessivas, o fim dos privilégios e destacou o importante papel que o PDT vem exercendo a frente da secretarias de educação, saúde, trabalho e agricultura.

Hildo Rocha solicita obras estruturantes para o Maranhão

Em audiência com o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), nesta terça-feira (03), o deputado federal Hildo Rocha solicitou providências para a conclusão de duplicação da BR-135, no trecho Estiva/Bacabeira, e o início da segunda e terceira etapas da obra, que compreende os trechos de Bacabeira/Entroncamento e Entroncamento/Miranda.

Hildo Rocha entregou ao vice-presidente da República solicitação para implantação do trecho ferroviário São Luís/Coroatá, no Plano de Revitalização das Ferrovias, do Programa de Trens Regionais de Passageiros.

– “A construção desse trecho tem a finalidade de suprir as necessidades de transporte de passageiros naquela região que, pela sua proximidade com Porto de Itaqui, receberá em breve empreendimentos industriais, e consequentemente, terá um elevado fluxo pessoas que irão se deslocar em função da cadeia produtiva gerada pelos empreendimentos que serão instalados na região” justificou.

O vice-presidente da República garantiu ao deputado empenho junto ao Ministério dos Transportes para a conclusão das obras rodoviárias. Quanto à implantação da linha férrea, Michel Temer ficou de discutir a viabilidade com a presidente Dilma Rousseff. Com informações Abimael Costa.

Unidade Mista do São Bernardo fecha parceria com a LAPDHS para atuar na estratégia do enfrentamento da AIDS

As Ligas Acadêmicas são uma entidade sem fins lucrativos com duração ilimitada, criadas e organizadas por acadêmicos, professores e profissionais que apresentam interesses em comum, que se reúnem para realizar atividades práticas e teóricas sobre determinado tema, supervisionados por um ou mais profissionais da área.

Constituem-se por atividade extraclasse e costumam ter ações voltadas para a promoção à saúde, educação e pesquisas, contribuindo para o desenvolvimento científico e aprimoramento da arte médica. Todas as Ligas são organizadas de forma estrutural, constituídas de uma diretoria administrativa e por membros efetivos. A diretoria normalmente é composta por presidente, vice-presidente e eventuais diretores que se fazem necessários para o correto e bom funcionamento do grupo.

De forma geral, uma Liga Acadêmica atua nos três tripés: ensino, pesquisa e extensão. A LAPDHS ( liga acadêmica de prevenção as DSTs Aids e Hepatites Virais) fundada em Março de 2013, é uma entidade sem fins lucrativos e de caráter multiprofissional e interdisciplinar, com duração ilimitada e organizada e coordenada por discentes do curso de Enfermagem tem como objetivo Proporcionar o desenvolvimento dos seus integrantes ao conhecimento sobre DST/AIDS e Hepatites Virais, construindo atividades nas comunidades com intuito de prevenir, educar e fornecer a assistência de saúde.

De acordo com as Metodologias adotadas pela liga uma delas é Atuação em ambulatório e ocorreu na ultima Terça-feira a reunião dentro da Unidade Mista do São Bernardo com a Diretora do Hospital, ligantes e o Professor André Almeida um dos orientadores da Liga, para a aprovação do estagio supervisionado extracurricular e ficou acordado pela direção o estagio dentro da unidade, “Atuar no atendimento aos portadores de DST/AIDS em locais especializados ou ambulatórios, com orientação profissional é um objetivo especifico da liga e como um dos orientadores da Liga esse é meu papel” falou o Orientador André Almeida.

Para Leticia Moraes, Coordenadora discente de pesquisa, “um grande passo o fortalecimento se dá através da participação dos integrantes da liga, com o foco na prevenção, promoção e assistência na saúde sexual e reprodutiva das pessoas acometidas por DSTs”. Jadilso Neto, Presidente da LAPDHS, falou sobre o estagio “Frequentaremos o ambulatório sob a condição de estagiários e os estágios vigorarão durante um período mínimo que será definido previamente supervisionado por uma Enfermeira da área, no estagio em ambulatório almeja-se que possamos compreender e analisar a abordagem de um paciente portador de DST/AIDS e Hepatites virais, Desenvolver o raciocino clinico, aprender noções gerais de prevenção e diagnostico e desenvolver as habilidades necessárias a sua atividade profissional” finalizou o presidente da liga.

Estiveram presentes as ligantes Andrea Barbosa, Micherlandia Freitas e Paulo Martins “o estagio iniciara ainda neste mês de Março e contara com o apoio do Programa Municipal de DST/Aids e Hepatites Virais de São Luis” destacou Paulo Martins.