Itinga: Sítio Barreiras recebe licença para dar continuidade

. O fato é motivo de alegria para os proprietários do Sítio Barreira.

  • Publicado por:
  • Wallace Braga

Licença de Operação, documento muito esperado pelos proprietários da empresa de fruticultura, Sítio Barreiras, foi substituída provisoriamente pela LUAR – Licença Única Ambiental de Regularização, que autoriza a empresa a dar continuidade ao projeto. O fato é motivo de alegria para os proprietários do Sítio Barreiras e traz boas perspectivas para a comunidade itinguense, já que a continuidade do projeto, sem dúvidas, irá gerar mais empregos para o município.

Sem título

Desde a implantação do projeto no município de Itinga (Cajuapara), que os proprietários vêm lutando junto ao governo do estado pela regularização da documentação perante a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (SEMA). O projeto completo consta de sete módulos e deverá gerar cerca de 800 empregos em sua primeira fase. Porém, por falta da LO, apenas um módulo foi implantado até agora, já tendo acontecido a primeira colheita.

A prefeita Vete deu todo o apoio logístico necessário para a implantação do projeto no município, dando 10 anos de isenção fiscal, já que a empresa deverá gerar 800 empregos diretos em sua primeira fase e deverá gerar cerca de dois mil empregos indiretamente até a conclusão do projeto em 2019.

fff

Juntamente com a deputado Zé Inácio e os proprietários da empresa, ela se engajou na luta junto ao governo do estado pela liberação da licença de funcionamento, já que a atividade trará empregos para o município. Outra ação benéfica foi o investimento em infraestrutura no povoado Cajuapara, onde o Sítio barreiras se instalou. Com a continuidade do projeto, a prefeita acredita que mais empregos serão disponibilizados à comunidade aumentando a renda da população e, consequentemente, gerando um aquecimento na economia local.

Comentários

Deixe uma resposta