Feirinha São Luís estimula escoamento da produção dos polos agrícolas de capital

O polo agrícola da capital é formado por 11 agropolosEm sua 34ª edição, a Feirinha São Luís, realizada pela...

O polo agrícola da capital é formado por 11 agropolosEm sua 34ª edição, a Feirinha São Luís, realizada pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), é uma importante janela para o escoamento da agricultura familiar da capital, composta por 11 polos agrícolas, fortalecendo a geração de renda do produtor, com o estímulo à venda do que é plantado e cultivado na grande ilha. O espaço, que também contempla artesanato, artes plásticas, gastronomia, e apresentações culturais, acontece todo domingo na Praça Benedito Leite, de 7h às 15h.

Por orientação do prefeito Edivaldo, ao todo, 30 barracas são destinadas para exposição e venda dos mais diversos produtos artesanais, com matérias-primas locais, além das que ofertam produtos da agricultura familiar.

“A presença maciça da população e turistas está sendo muito importante, pelo intercâmbio sociocultural. Essa ação surgiu com o objetivo principal de criar mais um canal de escoamento da agricultura familiar local, aumentando a renda dos produtores rurais da capital, são quase 30 barracas de produtos e derivados oriundos do cultivo agroecológico na Feirinha São Luís auxiliam para melhorar a vida dos trabalhadores do campo da nossa cidade”, destaca o titular da Semapa, Ivaldo Rodrigues.

As comunidades agrícolas da grande ilha produzem vasta variedade frutífera, além de hortaliças leguminosas, folhagens e verduras, cultivadas de forma agroecológica, ou seja, sem o uso de fertilizantes que agridem o solo, água e meio ambiente. As produções são de pequeno porte e geralmente realizadas por famílias da zona rural.

Reginaldo Fonseca Cantanhede é produtor agrícola e cultiva tangerina, mamão, abricó, maracujá, abacate, manga e goiaba. “Estou aproveitando esse espaço dado para poder escoar a produção também aos domingos, pois não podemos perder a oportunidade de fazer uma renda extra para a nossa família. O retorno tá sendo proveitoso”, constatou Reginaldo.

PROGRAMAÇÃO

Durante o período pré-carnavalesco, a folia de momo dita o som para animar o público, as atrações deste domingo foram Máquina de Descascar Alho, Bloco Tradicional Reis da Liberdade, Banda Mara Ritmos, e Banda Amigos do Samba e seus metais de ouro.

CULINÁRIA

Outro ponto forte do projeto são as 22 barracas com foco na gastronomia, que mostram toda a variedade da culinária regional, que é marcante em São Luís. São oferecidos ao público caldos diversos, bolos, doces em compotas, geleias, queijos, tortas salgadas, frutos do mar, mocotó, e outros ítens que podem ser consumidos por preços acessíveis, além de barracas temáticas com culinária Paraense e Bahiana e de 12 modernos foodtrucks com bebidas, lanches e comidas diversas.

O administrador Vitor Matos foi pela primeira vez na Feirinha com a esposa, Fabiana Mendes e gostaram do que viram e provaram. “É tanta comida saborosa e típica da nossa terra, que o difícil é escolher só um prato para saborear. As atrações culturais são ótimas e fazem a gente querer ficar ainda mais para apreciar, ainda encontramos vários amigos que deixaram o passeio ainda mais agradável” disse Vítor.

São parceiros da Feirinha São Luís o Governo do Estado, Citelum, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), e Associação Comercial do Maranhão (ACM).

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados