Estudantes do Projovem Urbano aprovam propostas para a juventude em conferência livre

Com o tema "Juventude, Comunicação e Liberdade de Expressão".

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), realizou com os estudantes do Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem Urbano) a etapa livre da III Conferência Nacional da Juventude. Com o tema “Juventude, Comunicação e Liberdade de Expressão”, o evento reuniu um público de aproximadamente cem estudantes e professores do Programa na sede do Instituto de Formação, Treinamento, Capacitação e Seleção de Pessoal (IFTCSP), no bairro do São Francisco.

A etapa livre da conferência teve por finalidade sensibilizar os alunos do Projovem Urbano para que sejam multiplicadores em suas escolas das temáticas que foram discutidas. Os estudantes também trabalharam construindo propostas para o Plano Nacional da Juventude, que será debatido nas esferas municipal, estadual e federal até o final deste ano. Após os debates, os jovens elaboraram e aprovaram 25 propostas, que já foram encaminhadas para a comissão organizadora da 3ª Conferência Municipal de Juventude de São Luís, que acontecerá nos dias 25 e 26 de setembro no auditório setorial do Centro de Ciências Humanas (CCH) da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

O secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, destacou a importância do diálogo com a juventude. “A gestão do prefeito Edivaldo é participativa, voltada para o diálogo com a sociedade. Sendo assim, é de suma importância a realização deste momento com os nossos jovens, para que possamos saber o que eles pensam e o que sonham para o seu futuro e para a nossa cidade”, afirmou o titular da Semed.

As propostas aprovadas estão relacionadas a cinco temáticas: Direito à Cidadania, à Participação Social e Política, e à Representação Juvenil; Direito à Educação, à Profissionalização, ao Trabalho e à Renda; Direito à Saúde, à Diversidade, à Igualdade e à Assistência Social; Direito à Cultura, à Comunicação e à Liberdade de Expressão, ao Desporto e ao Lazer; Direito ao Território, à Mobilidade, à Segurança Pública, ao Acesso à Justiça, à Sustentabilidade e ao Meio Ambiente.

Para a construção das propostas, a Etapa Livre teve a participação da Supervisora de Educação em Direitos Humanos da Secretaria Estadual de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), Ivana Braga, que também é Assessora de Desenvolvimento Institucional da Rede Amiga da Criança; e da Assessora de Comunicação do Governo do Estado, Mariana Salgado. Ambas conversaram com os jovens sobre Juventude, Comunicação e Liberdade de Expressão, e sobre o Estatuto da Juventude.

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados