Estudantes da rede municipal recebem medalhas por desempenho na Olimpíada de Matemática

A coordenadora regional da Obmep, Valdiane Araújo, destacou os benefícios para os estudantes com bom desempenho na competição.

Os estudantes Vitor Gabriel de Abreu Ferreira, Rita de Cássia Gomes Bezerra e Ayrton Wendell da Silva – todos da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Primavera receberam medalhas de bronze pelo desempenho na 11ª edição da Olímpiada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). Além de homenagear o desempenho acima da média na competição, a medalha de bronze também dá direito ao estudante de ingressar em programas de iniciação científica na área da matemática, com direito a bolsa de estudos.

14018_img_2480

Os estudantes receberam as medalhas em solenidade realizada no auditório central da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). A cerimônia contou com a presença do secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho. Ele cumprimentou os estudantes pelo bom desempenho e destacou também o trabalho de seus professores. “Cada um de vocês que se submeteu a esta olimpíada se encontra hoje estimulado para novos desafios e oportunidades de prosperar. Trago a cada um o abraço do prefeito Edivaldo e saúdo também os professores de matemática que deram horas de suas vidas ao trabalho de prepará-los para esta competição. É essa dedicação que faz de vocês, estudantes, e dos nossos educadores, pessoas especiais”, afirmou Geraldo Castro.

Também presente à solenidade, a secretária municipal de Informação e Tecnologia, Tati Lima, que representou o prefeito Edivaldo, destacou a importância da educação para a melhoria da cidade. “O prefeito de São Luís está trabalhando por uma cidade mais justa, e o caminho para isso é a educação. São Luís é conhecida por ser uma cidade de letras, mas esses adolescentes tem o diferencial de ter interesse na matemática, e agora poderão pesquisar na área de ciência e tecnologia”, disse Tati Lima.

PROVA – Vitor Gabriel já participou de três edições da Obmep. Na terceira, veio a tão esperada medalha – que ele garante que não foi surpresa. “Foi a vez que deixei a sala de prova mais confiante. Tinha certeza que iria conseguir a medalha. Agora o sentimento é só de felicidade, uma emoção muito grande”, descreveu o rapaz, que agora pretende aproveitar o bom desempenho como trampolim para avançar nos estudos das ciências exatas. “Desde criança, sou apaixonado por Engenharia Aeronáutica. Mas também posso estudar Computação, ou alguma outra coisa na área de Matemática”, sonhou.

A dona de casa Rejane Patrícia Pinho de Abreu, mãe de Vitor, conta que a curiosidade do filho pelos números vem desde pequenino. “Ele sempre foi muito curioso e sempre estudou muito. Hoje é ele quem me ensina. A escola também ajudou muito nesse processo, incentiva bastante. Hoje estou tão orgulhosa que não tenho nem como descrever, é uma vitória maravilhosa”, orgulhou-se a mãe.

Já Rita de Cássia soube do desempenho na olimpíada pela gestora da U.E.B. Primavera, Ivone Assunção, que a visitou em casa para convidar para a solenidade de entrega das medalhas. “A diretora foi lá em casa me dar a notícia. Eu me preparei bastante. Na hora da prova até tive dúvida em algumas questões, mas saí da sala com a certeza que ia dar certo”, garantiu Rita.

A coordenadora regional da Obmep, Valdiane Sales Araújo, destacou os benefícios para os estudantes com bom desempenho na competição. “A medalha é uma porta aberta. Tem muita coisa esperando por vocês, muita coisa que pode mudar o seu mundo. Portanto, não percam essa oportunidade, continuem se esforçando, continuem avançando”, concluiu. Também participaram da solenidade de entrega de medalhas o coordenador da pós-graduação em Matemática da UFMA, Marcos Araújo; e o coordenador de iniciação científica da Obmep, João de Deus Mendes Silva.

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados