Em Rosário, empresa fantasma é suspeita de fazer parte de esquema de desvio na câmara

LEIA TAMBÉM:  

Em Rosário, amigada do presidente da câmara beneficiária de programa social foi doadora da campanha eleitoral  

Em Rosário, câmara esconde salários de servidores 

Câmara não cumpre lei da transparência em Rosário

TCE constata irregularidade no portal da transparência da câmara municipal de Rosário

O ministério Publico do Maranhão (MPMA) deve ficar atento com as ordem de pagamento da Câmara Municipal de Rosário…

O presidente Luiz Carlos Barros de Oliveira, o Kiko (PMDB) da Câmara Municipal de Rosário (cidade a 60 quilômetros de São Luís) de besta mesmo tem só a aparência. Kiko contratou uma empresa de construção para fazer serviços gráficos.

A empresa J.D. Construções, Comércio e Serviços LTDA-ME (CNPJ: 20.905.922/0001-55), localizado na Travessa São José, 100, no Centro do município de Bacuri, faturou R$ 68.210,00 (Sessenta e oito mil duzentos e dez reais).

Segundo publicação do Diário Oficial do dia 01 de janeiro de 2017, o extrato de contrato, nº 001/2017, tem por objetivo prestação de serviços gráficos especializados para a câmara municipal e teve inicio dia 10 de fevereiro de 2017, vigência até 31 de dezembro deste mesmo ano.

O problema que a empresa detentora de contrato com a câmara, funciona em um terreno em Bacuri. O local não possui qualquer suporte para execução de serviços gráficos, como descrito no extrato de contrato publicado. Na internet também não foi encontrado nenhum registro de sites ou menções a empresa. No endereço em que deveria funcionar o estabelecimento, não existe nada que identifique que ali funciona a empresa.

O presidente da câmara municipal de Rosário, Luiz Carlos Barros de Oliveira, o Kiko (PMDB), que foi procurado pelo blog, no entanto, não atendeu as ligações até o fechamento desta edição.

Deixe uma resposta