Em carta, operador de esquema que suicidou-se pede perdão à mãe

O médico investigado pela policia federal em esquema de corrupção na saúde do Maranhão, Mariano de Castro e Silva, que foi encontrado morto por asfixia em seu apartamento em Teresina na última quinta-feira, deixou um carta escrita do próprio punho pede perdão à mãe.

LEIA TAMBÉM:  Em carta, médico afirma que Othelino Neto recebia participação em contratos do Hospital de Monção

“Peço perdão a todos… Principalmente minha mãe. Eu não preciso e por amizades não adequadas terminei ajudando no erro… Vou pagar pelo erro… É justo… Mas o importante é o aprendizado… Estava vivendo sempre com o coração apertado… Estou melhor”, diz Marino.  Veja abaixo o trecho da carta.

Deixe uma resposta