eleições 2018

Dez dos 31 vereadores de São Luís serão candidatos em 2018

Pleito abre a possibilidade de uma renovação de quase 43% das cadeiras. Embora cargos municipais estejam fora da disputa...

Pleito abre a possibilidade de uma renovação de quase 43% das cadeiras.

Embora cargos municipais estejam fora da disputa em 2018, as eleições podem levar a uma renovação também na Câmara Municipal de São Luís. Dez dos 31 dos vereadores da capital maranhense devem disputar o próximo pleito em outubro, abrindo a possibilidade para a mudança de quase 43% das cadeiras.

Mais da metade das candidaturas confirmadas nas convenções partidárias são de veteranos, com um total de 7 parlamentares querendo alçar outros voos na política antes de completar mais um mandato municipal.

Dos integrantes do legislativo da capital maranhense na disputa deste ano, três sonham com Brasília e buscarão mandatos de deputado federal. A maioria dos parlamentares busca mudar de esfera dentro do próprio Legislativo: sete querem ser deputados estaduais.

Entre os que tiveram os nomes homologados em convenções de seus partidos na disputa proporcional pela Assembleia Legislativa estão os vereadores Estevão Aragão (PSDB), Bárbara Soeiro (PSC), Honorato Fernandes (PT), Marcial Lima, Ricardo Diniz, Silvino Abreu, Gutemberg Araújo e Gengival Alves, ambos do PRTB.

Para o Congresso, devem marcar presença no pleito de outubro, os vereadores Sá Marques (PHS), Pavão Filho (PDT) e Pedro Lucas Fernandes (PTB). Dos nomes certos na disputa pelo Legislativo Estadual, três fazem parte da Mesa Diretora da Câmara de São Luís, são os eles: o 1º secretário Honorato Fernandes (PT), o 3º vice-presidente Ricardo Diniz (PRTB) e a 4ª Secretária Bárbara Soeiro (PSC).

Legislatura atual teve mais candidatos

O número de candidaturas no parlamento municipal aumentou em 50% em relação à legislatura anterior. Em 2014, dos 31 representantes do Palácio Pedro Neiva de Santana, cinco estiveram na disputa proporcional, seja pela Assembleia Legislativa ou pela Câmara dos Deputados. Na época, foram candidatos os vereadores Fábio Câmara (PSL), Ivaldo Rodrigues (PDT), Josué Pinheiro (PSDB), Sérgio Frota (PR) e Rose Sales (PMN). Destes, apenas Sérgio Frota conseguiu se eleger em e deixou a Câmara, abrindo vaga para a primeira suplente nas eleições de 2012, Eidimar Gomes (PSDB).

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados