Determinada implantação de portal da transparência da câmara de vereadores de Cururupu

A pedido do Ministério Público do Maranhão, a Justiça determinou, em 5 de setembro, a implantação, em 60 dias, do Portal da Transparência da Câmara de Vereadores de Cururupu. Proferida pelo juiz Douglas Lima da Guia, a sentença atende Ação Civil Pública de obrigação de fazer com pedido de tutela antecipada, ajuizada, em agosto de 2014, pelo promotor de justiça Francisco de Assis Silva Filho. A multa por descumprimento é de R$ 1 mil diários.

PORTAL – A implantação dos Portais da Transparência é estabelecida pelas Leis de Acesso à Informação (Lei nº 12.527/2011) e Lei Complementar nº 131/2009, que tratam de mecanismos de acesso à informação e de controle das gestões públicas.

Devem incluir informações sobre planos, orçamentos e leis de diretrizes orçamentárias, prestações de contas de anos anteriores, além de relatórios de gestão fiscal e de execução orçamentária.

Entre os itens que devem ser informados estão despesas, repasses ou transferências de recursos financeiros e despesas, estrutura organizacional, licitações e compras diretas, além de horários de atendimento ao público.

Dados sobre passagens e diárias concedidas; cargos; planos de carreira e estruturas remuneratórias, além de secretarias, leis, decretos e portarias municipais também devem ser informados.

Deixe uma resposta