Coren-MA denuncia negligência na morte do recém-nascido ao Ministério Público do Maranhão

Após irregularidades encontradas no Hospital Municipal Bom Jesus, em Presidente Sarney, o secretário do Conselho Regional de Enfermagem do Maranhão (Coren-MA), Jamson Oliveira, seguiu para São Bento. Essa semana, a imprensa noticiou a morte de um bebê depois que nasceu no município e foi transportado de forma irregular para o Hospital Nossa Senhora das Mercês, em Pinheiro.

Em visita ao Hospital Municipal, a equipe do Coren-MA constatou a ausência de enfermeiro no plantão, e que durante o transporte da ambulância existia apenas o acompanhamento de um técnico de enfermagem. “Os profissionais são expostos a condição de risco, são induzidos a cometer erros pela total falta de estrutura. A presença de um enfermeiro (a) se fazia necessária pela gravidade do paciente, que naquele momento era gravíssimo. Profissionais são obrigados a ter conduta que infringem a lei do exercício profissional da enfermagem para salvar vidas”, destaca o secretário Jamson Oliveira.

Os problemas encontrados em Presidente Sarney e São Bento foram denunciados ao promotor de justiça Frederico Bianchini Joviano dos Santos, responsável pela 1ª Promotoria de Justiça de Pinheiro. Além do secretário do Coren-MA, Jamson Oliveira, estiveram presentes a enfermeira fiscal Djaina Serra Nunes e a enfermeira Lorena Lindoso. As denúncias também serão formalizadas a Promotoria de Justiça de Defesa de Saúde.

Em nota divulgada pelo Hospital Nossa Senhora das Mercês (Materno Infantil), o recém-nascido ao chegar na unidade não foi retirado da ambulância porque já se encontrava em óbito. E que a responsabilidade é inteiramente do médico responsável pelo transporte do Hospital Municipal de São Bento.

Deixe uma resposta