Caxias presta assistência às famílias que tiveram casas alagadas

O Rio Itapecuru amanheceu em Caxias, nessa quarta-feira (11), com três metros acima do nível normal após forte chuva na...

O Rio Itapecuru amanheceu em Caxias, nessa quarta-feira (11), com três metros acima do nível normal após forte chuva na noite anterior, levando a cidade a uma situação de emergência. O prefeito Fábio Gentil mobilizou toda sua equipe de governo para prestar total assistência às famílias.

“Nós temos um protocolo da Defesa Civil, estamos agora na situação de emergência, depois passa por uma situação mais crítica, que é de calamidade pública; esperamos não chegar a esse ponto!”, explicou Capitão Malheiros, coordenador da Defesa Civil Municipal.

A forte chuva alagou ruas, invadiu casas e afetou escolas. Os locais mais atingidos estão nos bairros Galiana, Salobro e Ponte, próximo ao Parque da Cidade, na rua Beira Rio. O muro do Ginásio de Esportes Governador João Castelo desabou sobre um veículo, por sorte ninguém ficou ferido.

Os profissionais da Secretaria de Infraestrutura, com máquinas e caçambas, retiraram os escombros e iniciaram os trabalhos de reconstrução. O secretário de Infraestrutura, Murilo Novais, falou sobre os trabalhos de reparação aos danos causados nas zonas urbana e rural.

“Já detectamos com a Defesa Civil os pontos mais críticos, estamos trabalhando; temos máquinas se deslocando para a estrada da Boa Hora, onde caiu uma ribanceira”, ressaltou o secretário.

O período chuvoso vai até o mês de maio, até lá o trabalho de monitoramento e assistência às famílias vai continuar sendo realizado pela Defesa Civil e demais secretarias municipais.

“A Prefeitura está fazendo o que é possível, inclusive a remoção dessas pessoas para um local seguro”, frisou Pedro Marinho, secretário de Meio Ambiente e Defesa Civil.

O prefeito Fábio Gentil acompanhou de perto os trabalhos e a remoção da primeira família que solicitou ajuda. Esta é a segunda vez que dona Josimar Machado, residente no bairro Ponte, precisa se mudar para casa de parentes por conta da elevação das águas do Rio Itapecuru.

“A água começou entrar em minha casa por volta das 08h da noite; nós começamos a tirar as coisas da cozinha e colocar na sala. Vou pra casa de minha irmã, aqui mesmo no bairro Ponte”, disse Josimar Machado, que foi removida do local de risco com auxílio da Defesa Civil.

A Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social também esteve no local cadastrando as famílias.

“As famílias que têm suas casas perdidas, ou com risco de inundação, nós estamos tirando e fazendo o cadastramento para que elas recebam o apoio das secretarias de Saúde e Assistência Social”, ressaltou o professor Chiquinho, secretário adjunto de Assistência e Desenvolvimento Social.

O prefeito Fábio Gentil garantiu que a Prefeitura de Caxias tomará todas as medidas necessárias para que as famílias atingidas sejam assistidas.

“Veio pra cá a Defesa Civil para emitir um relatório e, através desse relatório, vamos tomar as medidas cabíveis. De imediato, percebemos algumas casas em risco de desabamentos e vamos retirar essas famílias, adequá-las em local específico até que essas águas baixem e elas tenham condições de retornarem às suas casas”, destacou Fábio Gentil, prefeito de Caxias.

Em casos de emergência, a população pode entrar em contato com os seguintes números: Corpo de Bombeiros- 193, Defesa Civil- (99) 34218513/ 999358202/ 981451382 e Assistência Social- (99) 35211100.

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados