Prefeito faz “obra meia boca” e some com mais da metade do dinheiro

Como se não bastasse as sérias denúncias que recaem sobre o prefeito da cidade de Anajatuba, Helder Aragão, que o coloca em situações delicadas junto aos órgão de controles fiscais e do próprio ministério publico por atos ainda investigados mas já muito divulgado pela mídia nacional. Desta vez o prefeito terá que explicar onde foi parar a obra ou o dinheiro do convenio firmado com o governo do estado para a melhoria da estada do Afoga.

Link permanente da imagem incorporada
O Pref. Hélder Aragão recebeu 900 mil de repasse do Governo para a estrada do Afoga

O governo do estado firmou convenio com a prefeitura de Anajatuba no valor de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais), usado para a melhoria na estrada que liga a sede ao povoado Afoga, um desejo antigo da população. A obra foi orçada no valor de R$ 1.100.00,00 (um milhão e cem mil reais) sendo que esses cem mil viria da prefeitura como contrapartida na obra, só que, os prazos já foram encerrados e a obra na estrada não passou de um pouca mais de 1 quilometro com um asfalto casca de ovo.

IMG-20150414-WA0042
Em Anajatuba, uma obra de 4,5km paga através de convênio, foi feito somente 1km e 900 mil sumiram.

Segundo a atual gestão da SECID (Secretaria Estadual das Cidades), os recursos foram pagos, a prefeitura aplicou apenas 50 mil reais como contrapartida e 900 mil, não foram justificados. Senhor prefeito Helder Aragão, explique para a população o que aconteceu, cadê o dinheiro?

Veja aqui o relatório da Secid que confirma o repasse para a prefeitura de Anajatuba.
Veja aqui o relatório da Secid que confirma o repasse para a prefeitura de Anajatuba.

Marco Aurélio destaca as ações do governo na região Tocantina nos 100 primeiros dias

O deputado Professor Marco Aurélio (PCdoB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa, na manhã desta terça-feira (14), para destacar as importantes ações realizadas pelo governo do Estado na Região Tocantina durante os 100 primeiros dias de gestão. 

“A presença efetiva do governo tem sido confirmada desde os primeiros dias na Região Tocantina. Imperatriz tem sido tratada como a segunda capital do estado e desde o início,” destacou o parlamentar que, em seguida, lembrou do início do ano, quando a cidade recebeu 18 km de asfalto recuperando as principais vias da cidade e evitando maiores transtornos para os imperatrizenses durante o período chuvoso. 

Marco Aurélio destacou, ainda, o avanço no abastecimento de água, problema antigo da região, mas que, segundo ele, vem sendo tratado com seriedade e respeito pelo governador Flávio Dino e pelo presidente da CAEMA, Davi Telles. 

O deputado relatou que, na semana passada, Telles anunciou o investimento de R$ 20 milhões para a melhoria dos problemas de captação e distribuição de água na cidade, sobretudo nos bairros. “É inadmissível que tenhamos um dos mais importantes rios do estado cruzando nossa cidade, mas ainda assim tenhamos problemas dessa natureza,” afirmou o deputado, destacando que a cidade de Açailândia também será contemplada pela CAEMA com a quantia de R$ 10 milhões de reais. 

Outra importante obra para a região, a estrada do arroz, de acordo com o deputado, encontrava-se parada e teve sua realização retomada este ano. “O projeto foi refeito pelo governo do estado, com ampliação das dimensões da via e das pontes, o que irá melhorar a qualidade de trafegabilidade, inclusive dos caminhões da indústria de celulose que trafegam intensamente pela via”, informou. 

SAÚDE E EDUCAÇÃO 

No âmbito educacional, Marco Aurélio destacou o investimento de mais de R$14 milhões de reais para a construção de um novo campus da Universidade Estadual do Maranhão – UEMA. O campus é uma reivindicação antiga e deve atender aos cursos das áreas agrárias. 

A saúde também foi priorizada durante os 100 dias de governo. A fim de acabar com as enormes filas para atendimento oncológico, o governo do estado realizou convênio para o início do atendimento de radioterapia. Hoje, os moradores da Região Tocantina têm direito a um tratamento digno, de excelência, sem necessidade de deslocamento à capital maranhense. 

O deputado concluiu afirmando que outras obras serão anunciadas ainda este ano. “A cidade e a região sentem uma atmosfera diferente nesses primeiros 100 dias, com investimentos realmente chegando à região e melhorando efetivamente a vida da população,” concluiu.

Prefeitura conclui implantação da biometria facial até o final deste mês

Equipamento está implantado em 650 da frota de 1.100 ônibus que integram o sistema

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), trabalha para concluir até o final de abril a implantação da biometria facial no sistema de transporte da cidade. O equipamento está implantado em 650 dos 1.100 ônibus que integram o sistema. A atualização tecnológica foi iniciada em janeiro deste ano pela administração municipal.

A implantação da biometria facial está sendo realizada pela Dataprom, empresa reconhecida na área. “Já estamos colhendo os frutos desta medida. Por determinação do prefeito Edivaldo, estamos avançando na implantação da biometria facial e, com isso, reduzindo a fraude que anteriormente correspondia a até 35% da evasão de toda a renda e, atualmente, varia entre 20 e 25%”, esclareceu o secretário municipal de Trânsito e Transportes, Canindé Barros, nesta segunda-feira (13). 

Segundo Canindé Barros, com a redução da fraude será possível trabalhar com um sistema equilibrado e um panorama favorável à realização da licitação. O lançamento do edital de licitação está previsto para acontecer ainda no mês de maio. A lei autorizativa da licitação foi enviada para na Câmara Municipal de São Luís e aguarda parecer das comissões técnicas.

Além do combate à fraude, a implantação da biometria vai proporcionar a implantação do bilhete único e mais conforto ao usuário, como a recarga a bordo, reivindicada principalmente por estudantes.

O secretário da SMTT aponta medidas que têm colaborado para a melhoria do sistema, como a renovação da frota que antes tinha idade média de oito anos de uso. Com aquisição de novos ônibus, a média de ano de fabricação dos ônibus do sistema de transporte em São Luís está em 5,5 anos. O incremento é destacado pelo secretário como uma plataforma do avanço no sistema que culminará com a licitação das linhas.

“Quando o prefeito Edivaldo assumiu a Prefeitura em 2013, tínhamos ônibus com até 16 anos de fabricação ainda circulando. Eram quase 400 ônibus com tempo de uso superior a dez anos”, lembra Canindé Barros.

Embora reconheça a complexidade do sistema, o secretário garante que algumas medidas adotadas vão contribuir para avançar na qualidade dos serviços. “Deixaram o sistema abandonado e estamos trabalhando intensamente para resgatar a confiança do usuário. É preciso esclarecer que não se muda o sistema de uma hora para outra, é preciso medidas firmes e elas estão sendo tomadas para chegarmos a um objetivo maior, que é o transporte de qualidade“, afirmou Canindé.

ARTICULADOS

Ainda esta semana, a Prefeitura retomará os testes dos coletivos articulados. Serão testados ônibus do modelo na linha integrada entre a zona rural e o terminal do Vinhais – Cohama. Em março deste ano, a Prefeitura deu início aos testes com ônibus articulados com previsão de concluir os estudos de viabilidade no prazo de até 50 dias. Além de servir para estudo da viabilidade econômica desta modalidade de transporte em São Luís, os testes passam pela avaliação dos usuários e já receberam grande aprovação por parte da população.

Wellington participa da Expedição Itans, em defesa da Baixada

O vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos e das Minorias, deputado Wellington do Curso (PPS), participou, no último sábado (11), do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense que promoveu a “Expedição Itans”, que teve como objetivo apresentar o empreendedorismo com a piscicultura em Itans, povoado situado no município de Matinha, distante a 222 km da capital maranhense.

O parlamentar, que tem se mostrado atuante na defesa de políticas de geração de emprego e renda para a população maranhense, aproveitou para conhecer de perto o modelo de empreendimento que, segundo ele, já é referência para o mercado nacional e internacional: a piscicultura, atividade de criação e/ou reprodução de peixes em condições naturais ou artificiais, com finalidade de subsistência ou econômica.

“Levo hoje comigo um exemplo de empreendimento que nos faz ter a certeza de que a geração de emprego e renda não é algo impossível de ser alcançado em nosso Estado. Prova disso é a piscicultura em Itans, que tem uma produção média que alcança cerca de um milhão de toneladas de pescados por ano. Mais do que uma atividade ou programa, estou em defesa de políticas públicas que zelem pela geração de renda, concedendo emprego ao pai de família, aos jovens e à toda população maranhense, concretizando assim o elementar direito de vida digna e combatendo ao que ainda hoje é um dos nossos inimigos: a miséria”, afirmou.

Novo Pacto Federativo: Hildo Rocha convoca gestores para Audiência Pública

Hildo Rocha (PMDB)
Hildo Rocha (PMDB)

Será realizada nesta terça-feira (14) a primeira Audiência Pública promovida pela Comissão Especial do novo Pacto Federativo.

O deputado Hildo Rocha, que é membro titular da comissão, tem se empenhado para que os prefeitos e prefeitas maranhenses participem do encontro.

 O evento debaterá temas relevantes de interesse do municipalismo. Será uma boa oportunidade para que possamos discutir questões importantes, apresentar propostas e darmos nossas contribuições para a construção de um Pacto Federativo sintonizado com a realidade em que vivemos, afirmou Rocha.

O encontro acontecerá às 14 horas, no Anexo II, Plenário 08, e terá como principais debatedores: Paulo Ziulkoski, Presidente da Confederação Nacional dos Municípios; José Fortunati, Presidente da Frente Nacional de Prefeitos; e Eduardo Tadeu Pereira, Presidente da Associação Brasileira dos Municípios – ABM.

Fábio Macêdo rebate acusações de Andréa Murad contra Dedé Macêdo

Fábio Macêdo (PDT)
Fábio Macêdo (PDT)

Durante seu discurso na tribuna da Assembleia Legislativa na manhã desta quinta-feira (9), o deputado estadual Fábio Macêdo (PDT) rebateu as acusações da deputada Andrea Murad (PMDB), em relação ao seu pai e empresário Dedé Macêdo.

Na ocasião o pedetista repudiou a atitude da deputada em acusar seu pai de ser um agiota financiador da campanha do governador Flávio Dino. Ele ainda ressaltou a postura covarde de Andréa Murad em fazer as tais acusações durante sua ausência, lhe negando o direito de defesa. 

“Durante a minha ausência nesta Casa, que inclusive já foi justificada na Mesa Diretora, fiquei muito triste com a atitude covarde da deputada Andréa Murad em acusar sem prova alguma o meu pai Dedé Macêdo de agiotagem. Eu quero dizer a Vossa Excelência, deputada Andréa, que a senhora não conhece meu pai, que é um empresário honesto e vive dos seus negócios”, disse Fábio. 

O deputado ainda relembrou que a perseguição política contra o seu pai e toda sua família que começou em 2010, quando resolveram abandonar o grupo político do PMDB. 

“Essas acusações infundadas começaram a surgir desde que abandonamos o grupo político ao qual a senhora faz parte, deputada, e eu queria lhe dizer que em quatro anos o seu pai Ricardo Murad não conseguiu provar absolutamente nada contra meu pai e se o governador Flávio Dino quiser, também pode abrir investigação, tenho certeza que também não vai encontrar nada, sabe por quê? Porque Dedé Macedo não é agiota, ele é um empresário trabalhador e homem sério”, finalizou.

Na ultima segunda-feira, a deputada Andréa Murad acusou sem provas o empresário Dedé Macêdo de envolvimento com agiotagem e financiamento da campanha de governo de Flávio Dino.

Ela ainda pede que a investigação contra o empresário seja levada da mesma forma que a da ex-prefeita de dom Pedro, Arlene Barros e seu filho Eduardo DP, comprovadamente envolvidos e presos por  esquemas de agiotagem. Eles fazem parte do seu grupo político da deputada e de seu pai Ricardo Murad.  

Além disso, a parlamentar ainda desferiu ataques a vários colegas deputados como o próprio presidente da Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho (PDT) e o primeiro vice-presidente da casa, deputado Othelino Neto (PC do B).

Roberto Rocha se destaca na bancada maranhense

vamoscoparar2 (2)

O candidato a senador, Roberto Rocha, fez questão de reiterar, durante sua campanha, que, caso fosse eleito, o Maranhão finalmente saberia para que serve um senador. A julgar pelos dois primeiros meses de mandato, Roberto Rocha está mesmo disposto a fazer diferença no Senado.

Uma rápida consulta ao site do Senado revela que nesse início de mandato a produção legislativa do novo senador pelo Maranhão supera com folga a soma dos dois outros senadores, João Alberto e Edison Lobão.

Até o momento foram 20 proposições legislativas apresentadas por seu gabinete, contra apenas duas de Lobão e João Alberto. Foram duas propostas de emenda constitucional; seis projetos de lei; um projeto de resolução; uma proposta de fiscalização e controle; sete requerimentos e três projetos de Lei recuperados da Câmara, ao tempo em que foi deputado federal.

Chama atenção ainda o fato de que Lobão, que assumiu uma cadeira senatorial em 1987, e João Alberto, em 1999, terem até o momento aprovado apenas 4 projetos de Lei, ao longo de tantos anos de mandato. Lobão, por exemplo, teve uma Lei aprovada em 1989 (PLS 182/89), outra dez anos depois (PLS 281/99) e finalmente uma terceira Lei, o PLS 29/2006 batizando de Roberto Marinho o aeroporto de Jacarepaguá, no Rio.

O processo legislativo é tortuoso e lento. Ainda é cedo para saber qual será o desempenho do novo senador maranhense. Mas o começo tem sido extremamente promissor, demonstrando que finalmente o Maranhão tem um senador que representa o Estado e não apenas um grupo político.

Prefeitura promove formação de professores e coordenadores com foco na Provinha Brasil

Subsidiar os professores e coordenadores pedagógicos para acompanhar o ciclo de alfabetização dos estudantes do 2º ano do Ensino Fundamental, à luz dos conhecimentos de letramento e matemática aferidos pela Provinha Brasil nessa fase do aprendizado. Esse foi o objetivo da Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), ao promover o I Encontro Formativo para Coordenadores Pedagógicos e Professores do 2º ano do Ensino Fundamental.

Participaram cerca de 70 professores e coordenadores pedagógicos das unidades escolares de São Luís

O evento foi realizado nesta terça-feira (7), no auditório da Secretaria de Estado das Cidades (Secid), e contou com a participação de cerca de 70 professores e coordenadores pedagógicos das unidades escolares de São Luís.

O secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, reforçou que o investimento na formação dos educadores da rede municipal é uma estratégia fundamental para ampliar a qualidade do processo de ensino-aprendizagem nas escolas.

“A formação com foco nos sistemas avaliativos do governo federal é uma oportunidade de perceber as melhorias e identificar pontos que precisam ser trabalhados. Trata-se não de uma avaliação dos estudantes, mas de um diagnóstico sobre a qualidade do ensino como um todo, para o planejamento de novas ações. A meta final é a melhoria da qualidade da Educação, que é o objetivo do prefeito Edivaldo”, disse Geraldo Castro.

Durante o encontro, os participantes tiveram oportunidade de discutir temas relativos à alfabetização dos estudantes e estratégias para potencializar o aprendizado, com ênfase na leitura e na matemática, focos da Provinha Brasil. A professora Anaclan de Jesus Mendes, do 2º ano da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Nascimento de Moraes, avaliou o encontro como positivo e destacou a importância da formação continuada. “Atividades assim aumentamo o conhecimento e preparam melhor o professor para em sala de aula”, disse.

SAIBA MAIS

A Provinha Brasil é uma avaliação diagnóstica realizada com os estudantes no início e no final do 2º ano do Ensino Fundamental, cujos resultados ajudam a compor o Índice Nacional da Educação Básica (Ideb). O exame é de iniciativa do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, do Ministério da Educação (Inep/MEC) em parceria com as Secretarias Municipais de Educação de todo o país.

As informações coletadas com a aplicação da Provinha Brasil ajudam a compor o diagnóstico do aprendizado em fase de alfabetização no país, sendo ainda instrumento no planejamento dos próprios professores, coordenadores e gestores escolares, que podem adotar novas práticas e metodologias ou reforçar conceitos a partir dos resultados obtidos.

Giselle Velloso e Des.Guerreiro Junior distribuem 20 toneladas de Peixes em Bacabal

A jovem empresária Giselle Velloso e o Desembargador Guerreiro Junior, grandes lideranças Bacabalenses, esse como em tantos outros anos estiveram em vários setores de Bacabal, no período da semana santa,onde se concentram as pessoas mais carentes, 20 toneladas de peixes foram distribuídas.

Durante o dia e a noite da quarta-feira 01/04/2015,mesmo debaixo de forte chuva, Giselle Velloso fez questão de percorrer as ruas , bairros e povoados de Bacabal . Além dos peixes, também foram distribuídos bombons, chocolates e ovos de Páscoa, ovos caipiras e cestas básicas.

Apesar da felicidade em puder colaborar para que essas famílias tenham uma mesa farta, a empresária e o Desembargador lamentaram não terem condições de beneficiar todas as comunidades carentes.

Como aconteceu em outros anos, Giselle Velloso e o Des.Guerreiro Jr.fizeram tudo sem grande alarde e conta que mais uma vez poderão perceber o quanto ações simples como essa são importantes para seus conterrâneos. “O enorme carinho e os muitos abraços que recebo dessas pessoas só me dão mais forças e fazem-me ter a absoluta certeza que sempre vale a pena estender a mão para ajudar o próximo, como sempre faço independente de datas especiais como a Semana Santa”, disse Giselle Velloso.

Weverton vota a favor de projeto que dobra a pena para o crime de estelionato contra idosos

Deputado Weverton Rocha (PDT)
Deputado Weverton Rocha (PDT)

Para coibir a prática de estelionato contra idosos foi aprovado pelo Plenário da Câmara dos Deputados, no último dia 30, texto do Projeto de Lei (PL) 6920/10, que dobra a pena de reclusão para esse tipo de crime, atualmente de um a cinco anos.

Pelo Código Penal, estelionato é obter, para si ou para outra pessoa, vantagem ilícita, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício ou fraude.

O deputado Weverton Rocha (PDT) votou pela aprovação da PL, seguindo o entendimento do deputado Márcio Marinho (PRB-BA), autor do projeto, quanto ao crescimento do número de golpes cometidos contra idosos, que por fragilidade são vítimas potenciais de criminosos. “Votei pela aprovação do projeto. Criando penas mais severas, o criminoso vai pensar duas vezes, em se aproveitar da fragilidade dos idosos”, ressaltou Weverton.

A proposta será analisada agora pelo Senado.