Carlinhos Florêncio é incluído na lista suja do trabalho escravo

O governo publicou na terça-feira (10) a atualização da ‘lista suja’ do trabalho escravo. O Cadastro de Empregadores que...

O governo publicou na terça-feira (10) a atualização da ‘lista suja’ do trabalho escravo. O Cadastro de Empregadores que tenham submetido trabalhadores a condições análogas à de escravo conta com 166 empresas nessa situação. Dentre elas está a fazenda Tremendal, propriedade de José Carlos Nobre Monteiro, o deputado estadual Carlinhos Florêncio.

O cadastro é divulgado pela Divisão de Fiscalização para Erradicação do Trabalho Escravo (Detrae), do Ministério do Trabalho. Todos os nomes que constam na lista foram autuados por trabalho análogo ao de escravo por auditores fiscais. No Maranhão foram autuadas 6 empresas.

Este ano foram incluídos 34 nomes na lista que foram responsáveis por 269 trabalhadores em situação análoga a de escravo. A fazenda do deputado Carlinhos Florêncio, está situada na zona rural de Parnarma na Estrada Coco a Feitoria, 50 km após o povoado Baú e registra 9 trabalhadores flagrados em regime de trabalho análogo ao de escravo.

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados