Maranhão

Advogado que agredia a própria mãe morre no Socorrão 2

Condenado a 10 anos de prisão por agredir a própria mãe, morreu nesta segunda-feira (24) o bacharel em Direito Roberto...

Condenado a 10 anos de prisão por agredir a própria mãe, morreu nesta segunda-feira (24) o bacharel em Direito Roberto Elísio Coutinho de Freitas. Além da prisão, o bacharel foi condenado a pagar R$ 2 milhões pelos danos causados à vítima.

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informa que, o interno Roberto Elísio Coutinho de Freitas, de 53 anos, faleceu, no início da tarde de hoje (24), no Hospital Municipal Dr. Clementino Moura (Socorrão 2), onde estava internado desde a noite da última sexta-feira (21).

A SEAP comunica que, Roberto Elísio estava recluso em cela apropriada a internos com curso superior, na Penitenciária Regional de São Luís (PRSLZ), onde o interno teve um ‘mal-estar’, e foi verificada a necessidade de atendimento médico, procedimento este realizado prontamente pela segurança interna prisional.

VER COMENTÁRIOS

Artigos relacionados